Clique aqui e acompanhe o resultado das Eleições 2020

ELEIÇÕES 2020

Eleições 2020: Idosos aproveitam as regras especiais e votam cedo em Campo Grande

Domingo de votação começou cedo nas seções eleitorais na Capital de Mato Grosso do Sul
15/11/2020 08:05 - Carol Alencar Cozzatti, Thais Libni


Idosos que são principal grupo de risco do novo coronavírus e, aproveitaram o horário dedicado a eles pela Justiça Eleitoral – das 7h às 10h, para irem votar em Campo Grande. Antes mesmo do horário permitido para a abertura das seções – 7h, foi possível perceber uma fila com distanciamento no portão dos colégios eleitorais. 

Seo Belárgio Salomão, 72 anos foi um dos eleitores que chegaram antes da abertura dos portões. “Vim cedo pra ficar livre”, disse.

Já o advogado aposentado Edgar Monteiro Salgado, 82 anos, que também chegou cedo, estava contente com as regras de biossegurança exigidas pela Justiça Eleitoral. “Eu achei importante ter esse horário só pra melhor idade e to feliz de ver todos de máscara e preocupados com o coronavírus”, revelou.

O mesário José Carlos, 37 anos foi um dos primeiros a chegar no local de votação. Acompanhado da urna eleitoral, ele garantiu a equipe do Correio do Estado que as medidas de biossegurança foram necessárias. “No tempo de hoje acredito que foi necessário realizar essas regras; de manhã cedo é o melhor horário mesmo para os idosos virem votar, então dar essa preferência é o correto a se fazer”, avaliou o mesário garantindo que o estoque de álcool em gel dará para até o final do dia.

A advogada Mellanie Kanasshiro, 31 anos, aproveitou que iria levar a avó para votar e também resolveu votar.  "Eu sei que o horário é restrito aos idosos, mas resolvi aproveitar o roteiro de ter que traze-la e votar também, evitando a aglomeração e respeitando as regras, acho que dá para todos", pontuou. 

Uso da máscara

Orientados pela Justiça Eleitoral em não permitir a entrada de quem não seguir as regras básicas, os mesários estão autorizados a proibir a entrada do eleitor que não tiver de máscara. “Se o eleitor não tiver de máscara, vamos conduzi-lo, educadamente, a voltar posteriormente”, revelou o mesário.

Nas escolas que a reportagem visitou pela manhã,  ambas estavam vazias, com demarcações no chão para incentivar o distanciamento social, bancos e espaços de convivência do local estavam lacrados e havia álcool em gel em todas as entradas de seções.

 
 

Felpuda


Tropas de choque ligadas a alguns vereadores estão agitadas que só nas redes sociais na tentativa de desbancar a concorrência das “chefias” que querem porque querem. Querem a cadeira maior da Câmara Municipal de Campo Grande. A da presidência.

Segundo políticos mais antenados, trata-se do “segundo turno” das eleições do dia 15 de novembro, só que com apenas 29 eleitores.