Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

OPORTUNIDADE

IFMS abre inscrições de vagas para especialização em duas cidades

Cursos em educação iniciam com a volta das aulas presenciais no dia 10 de agosto
12/07/2020 10:49 - Da Redação


O Instituto Federal de Mato Grosso do Sul (IFMS) divulgou nesta semana abertura de processo seletivo para 120 vagas em especialização profissional em educação. O cadastro poder ser feito até o dia 20 de julho pelo site do instituto, na página do candidato.  

São ofertadas 80 vagas em Especialização em Docência para Educação Profissional, Científica e Tecnológica, 40 disponíveis em Campo Grande e 40 em Corumbá. Metade delas será destinada para servidores do IFMS e a outra parte à população.  

Esse curso deverá ser concluído no prazo de 18 a 24 meses, é ministrado por módulos e carga horária de 360 horas mais 60 horas para o Trabalho de Conclusão de Curso (TCC).

As 40 vagas restantes, também para Corumbá, são no curso de Especialização em Informática Aplicada à Educação. O curso tem duração de 18 meses, com carga horária de 360 horas, acrescidas de 60 horas para o desenvolvimento do TCC.

A seleção será feita por meio de sorteio digital no dia 27 de julho. O resultado será divulgado no dia 31 de julho assim como a convocação para matrícula em primeira chamada. 

Em nota, o IFMS diz que retomará as atividades presenciais no dia 10 de agosto. Desde março, as aulas estão suspensas por conta da pandemia causada pelo novo coronavírus. As aulas serão às terças e quintas-feiras, das 19 às 22 horas, em Campo Grande. Já em Corumbá,  às quartas e quintas-feiras, das 18 às 23 horas.

 

Felpuda


Figurinha carimbada ganhou o apelido de “biruta”, instrumento que indica direção do vento e, por isso, muda constantemente. Dizem que a boa vontade até existente ficou no passado, e as reclamações são muitas, mas muitas mesmo, diante das decisões que vem tomando a cada mudança de humor do eleitorado. Como bem escreveu o poetinha Vinicius de Moraes: “Se foi pra desfazer, por que é que fez?”.