Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

PESQUISA

IFMS vai criar pia automática para proteger pessoas da Covid-19

Projeto passou em edital de ações para combater o novo coronavírus
22/05/2020 09:50 - Ricardo Campos Jr


 

Pesquisadores do Instituto Federal de Mato Grosso do Sul (IFMS) vão construir uma máquina para higienização automática das mãos, utilizando sensores de movimento para que as pessoas não precisem tocar em botões, registros, interruptores ou superfícies que podem ajudar a disseminar o novo coronavírus.

A proposta passou em um edital do Conselho Nacional das Instituições da Rede Federal de Educação Profissional, Científica e Tecnológica (Conif) para enfrentamento à Covid-19.

O protótipo tem verba de R$ 27.780,00 para ser construído. A ideia dos profissionais envolvidos na elaboração do dispositivo é que ele seja pequeno, fácil de ser transportado e usado.

Segundo o coordenador do projeto, Marco Cortez, a estação beneficiará também cidadãos com dificuldade de leitura, tais como cegos, pessoas com baixa visão, idosos e analfabetos, já que poderá ter avisos luminosos e sonoros.

Além dele, participam da equipe os professores Celio Pinheiro, Mauro Conti, Marco Naka e Marilyn de Matos, além dos técnicos-administrativos Arthur Pereira e Marcos Bassan.

O edital do Conif selecionou outras 47 propostas de projetos de pesquisa e/ou extensão inovadores desenvolvidos pelas instituições que compõem a Rede Federal. Os recursos de mais de R$ 6 milhões são disponibilizados via Secretaria de Educação Profissional e Tecnológica (Setec) do Ministério da Educação (MEC). O objetivo é fomentar iniciativas voltadas ao combate da pandemia ocasionada pelo novo coronavírus.

 

Felpuda


Sindicalista defende o fim de mordomias e privilégios dos políticos e dos integrantes de outros Poderes, conforme divulgação feita por sua assessoria. Para ele, está na hora de se colocar um basta nessa situação, questionando, inclusive, o número de parlamentares e de assessores. Entretanto, não demonstra a mesma aversão por aqueles dirigentes de sindicatos que se perpetuam no poder e que comandam mais de uma entidade, assim como ele. Afinal, o exemplo deve vir de casa, né?