Clique aqui e veja as últimas notícias!

PANDEMIA

INSS suspende atendimento presencial em 16 agências de Mato Grosso do Sul

As agências ficarão fechadas até o dia 28 de março e o órgão mantém apenas perícia e avaliações agendadas
18/03/2021 15:17 - Rafaela Moreira


Devido ao aumento expressivo de casos confirmados de Covid-19 e falta de leitos em Mato Grosso do Sul, o Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) suspendeu o atendimento presencial em 16 agências do Estado, até o dia 28 de março, podendo haver prorrogação.

Conforme a nota divulgada, mesmo com serviços presenciais suspensos, haverá providência para o atendimento expresso, que serão colocados nas entradas das agências fechadas.

“Quem tinha agendamento neste período, deve proceder com a remarcação do atendimento pelo aplicativo do INSS ou pelo telefone 135. Mesmo assim, haverá providencia para o atendimento expresso, que serão colocados nas entradas das agências fechadas”, informou. 

Os agendamentos para as análises dos benefícios devem continuar sendo feitos pelo aplicativo ‘Meu INSS’ ou pela Central 135.

Últimas notícias

Serão fechadas provisoriamente a partir de hoje as agências de Bela Vista, Brasilândia, Corumbá, Miranda, Paranaíba, São Gabriel do Oeste, Rio Verde, Sidrolândia, Deodápolis, Iguatemi, Ivinhema, Maracaju, Rio Brilhante, Caarapó, Bonito e Anastácio. 

A determinação foi estabelecida na Portaria 77 de 17/03/2021, da Superintendência Regional Norte/Centro-Oeste, que prevê a suspensão das atividades com excepcionalmente até o dia 28 de março. Quem tinha agendamento neste período, deverá remarcar o atendimento pelo ‘Meu INSS’ ou pelo telefone 135.

As três agências de Campo Grande (Horto Florestal, Coronel Antonino e 26 de Agosto), Aquidauana, Aparecida de Taboado, Três Lagoas, Coxim, Cassilândia, Jardim, Dourados, Bataguassu, Naviraí, Ponta Porã, Amambai e Nova Andradina seguirão com os atendimentos normalmente.

O INSS reitera que os segurados devem ficar atentos ao site do órgão, gov.br/inss, no qual são publicadas orientações para os cidadãos.

Assine o Correio do Estado