Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

SAÚDE

Dos cinco suspeitos de coronavírus de MS, quatro estão nas suas casas

Somente uma mulher está internada no Hospital Unimed, de Campo Grande
28/02/2020 09:16 - Eduardo Miranda


 

Somente uma das cinco pessoas suspeitas de ter contraído o novo coronavírus em Mato Grosso do Sul está internada. Trata-se de uma mulher de 65 anos de idade, que esteve na Itália, que está isolada no Hospital Unimed, em Campo Grande. As outras quatro pessoas que apresentaram os sintomas e se enquadraram nos critérios de eligibilidade para casos suspeitos, estão em casa, sob o regime de internação domiciliar.  

Em Campo Grande, uma mulher de 53 anos de idade, que também esteve recentemente na Itália; uma jovem de 18 anos, que passou pela Coreia do Sul; e uma criança de 8 anos, também procedente da Itália, estão em casa, sob a supervisão da família e das autoridades de saúde. Um rapaz de 24 anos, que chegou a ficar isolado em Ponta Porã, e esteve recentemente na China, Tailândia e Alemanha, teve alta do Hospital Regional e já está na casa dele.  

De acordo com a Secretaria Estadual de Saúde, um dos motivos para a internação domiciliar é de evitar a propagação. Em hospitais, há chance maior de o vírus infectar pessoas com imunidade baixa e trabalhadores do sistema de saúde.  

A mulher que está isolada no Hospital Unimed, enquadra-se no perfil em que o coronavírus tem sido mais agressivo: idosos, com alguma comorbidade. No caso da campo-grandense que teve na Itália, apresentou os sintomas (parecidos com os da gripe), ela tem doenças cardíacas.  

No boletim mais recente divulgado pelo Ministério da Saúde, Mato Grosso do Sul aparece com 132 casos de novo coronavírus.

Felpuda


Na troca de alfinetadas entre partidos que não se entenderam até agora sobre eventual aliança, uma outra peça está surgindo: trata-se do levantamento completo sobre investimentos feitos, recursos liberados, parcerias em todas as áreas, além do prazo de quando tudo isso começou. Caso os palanques venham a ficar distanciados, a divulgação será feita à exaustão durante a campanha eleitoral, para mostrar quem é quem na história. Os bombeiros continuam atuando.