Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

INTERNADO

Internado em São Paulo, Cônsul da Síria continua em estado grave

Segundo a família, Kabril Yussef passará por avaliação neurológica
21/03/2020 12:37 - Camila Andrade Zanin


 

O cônsul da Síria em Mato Grosso do Sul, Kabril Yussef, 67 anos, segue internado e seu estado de saúde considerado grave, conforme informou a família de Yussef. O representante do país no Estado está internado no Hospital Sírio-Libanês, em São Paulo (SP), e teve piora no quadro. Ele passará por avaliação neurológica hoje (21).

Yussef deu entrada no Proncor, na Capital, há uma semana. No domingo (15), foi transferido para o Sírio-Libanês. Com 12 casos confirmados em Mato Grosso do Sul, segundo última atualização da SES (Secretaria de Estado de Saúde), o único considerado grave é o do cônsul.

A filha de Kabril, Jamila Yusself, contou por telefone ao Correio do Estado que seus irmãos estão em São Paulo acompanhando o pai, enquanto ela toma conta das coisas dele em Campo Grande, e acompanha a evolução do pai à distância. Segundo ela, o cônsul está em leito de Unidade de Terapia Intensiva (UTI), entubado.

“Ele teve uma melhora há dois dias. Estavam diminuindo medicamento para desentubar. Mas, ontem (20) ele piorou, os órgãos estão afetados. Não dá mais para diminuir a medicação. Hoje ele vai ser atendido por um neurologista. O estado dele é grave”, contou emocionada.

O hospital que Kabril está internado suspendeu temporariamente o acesso de visitantes como medida de segurança. Única exceção é a UTI Adulto, que a visita é permitida apenas de uma pessoa, que esteja sob orientação da equipe do local.

 

Felpuda


Figurinha carimbada ganhou o apelido de “biruta”, instrumento que indica direção do vento e, por isso, muda constantemente. Dizem que a boa vontade até existente ficou no passado, e as reclamações são muitas, mas muitas mesmo, diante das decisões que vem tomando a cada mudança de humor do eleitorado. Como bem escreveu o poetinha Vinicius de Moraes: “Se foi pra desfazer, por que é que fez?”.