Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

COVID-19

Isolamento em Guia Lopes não funciona e governo precisa agir rápido para preservar MS

Município do interior teve mais 19 positivos, chegando a 162 confirmações
24/05/2020 11:00 - Ricardo Campos Jr


 

Se continuar no mesmo ritmo de aumento dos casos da Covid-19, não vai demorar muito para que Guia Lopes da Laguna ultrapasse Campo Grande e se torne a campeã em número absoluto de casos. Nas últimas 24 horas, o município do interior teve 19 confirmações, somando 162 casos e acedendo o alerta estadual, já que afrouxou algumas medidas de isolamento social.

Conforme atualização do boletim epidemiológico deste domingo (24), Mato Grosso do Sul tem 924 casos confirmados do novo coronavírus, recorde na curva epidemiológica conforme o secretário de Saúde Geraldo Resende.

O número de internados em Unidades de Terapia Intensiva (UTI) também cresceu. Já são 14 pessoas necessitando desse tipo de acompanhamento.

Contudo, a taxa de ocupação de leitos ainda é baixa: 3,3% no caso do Sistema Único de Saúde (SUS). Existem ainda 26 em vagas não-críticas, nove na rede pública e 14 na particular.

A adjunta da pasta, Christine Maymone, justificou o aumento em razão da testagem em massa feita no município, mas isso não reduz a preocupação, já que ela manteve o apelo para que as pessoas fiquem em casa.

Guia Lopes chegou a decretar lock down quando os primeiros pacientes testaram positivo. Até as rodovias de acesso ao município foram bloqueadas. Polícia foi às ruas garantir que a população ficasse em casa. Só era possível deixar a residência durante o dia, duas vezes na semana.

Contudo, o comércio foi autorizado a abrir neste fim de semana. O prefeito Jair Scapini (PSDB) disse que todos os confirmados estão relacionados, ou são funcionários do frigorífico que se tornou o epicentro da doença na cidade, ou são parentes dos trabalhadores.

Ele acrescentou que há restrições. Apesar de manter a restrição de circulação para apenas dois dias da população que não está trabalhando, a medida reabre uma séria de estabelecimentos comerciais, como bares, galerias comerciais, hotéis, pensões, conveniências, cultos religiosos, entre outros.

Além disso, o município já fala em reabrir o frigorífico que foi o fio condutor para alastrar a doença na cidade. “A situação é muito alarmante na região, não é o momento para flexibilizar e reabrir qualquer atividade que não seja essencial. Os números do frigorífico ainda não chegaram para mim, mas se forem esses (50) vamos indicar o fechamento do frigorífico”, declarou Resende nesta semana ao Correio do Estado.

O jornal entrou em contato hoje com Scarpini para que ele comentasse o nono aumento de positivos, mas não atendeu às ligações e tampouco respondeu às mensagens no celular.

 

Felpuda


Apressadas que só, figurinhas tentaram se “apoderar” do protagonismo de decisão administrativa. Não ficaram sequer vermelhas quando se assanharam todas para dizer que tinham sido responsáveis pela assinatura de documento que, aliás, era uma medida estabelecida desde 2019. Quem viu o agito da dupla não pode deixar de se lembrar daquele pássaro da espécie Molothrus bonarienses, mais conhecido como chupim, mesmo. Afe!