Clique aqui e veja as últimas notícias!

CORONAVÍRUS

Isolamento é ignorado por mais da metade da população e infectologista alerta para aumento de contágio

Monitoramento aponta que 53% dos sul-mato-grossenses continuam saindo nas ruas
02/04/2020 17:01 - Eduardo Miranda, Glaucea Vaccari


 

Apesar das recomendações do Ministério da Saúde e Secretarias municipal e estadual de Saúde, sobre a necessidade de se manter o isolamento social para conter o avanço do novo coronavírus e dessa forma evitar um colapso no sistema de saúde, mais da metada da população de Mato Grosso do Sul não tem cumprido o distanciamento social necessário e continuam saindo nas ruas. Segundo monitoramento diário realizado no Estado, nesta quarta-feira (1º), apenas 47% da população se manteve em casa.  

Com a liberação do comércio, anunciada pelo prefeito Marcos Trad (PSD) para a próxima semana, deve fazer com a movimentação de pessoas aumente ainda mais, segundo avaliação do infectologista da Secretaria Estadual de Saúde, Júlio Croda.  

“O vírus está duas semanas na nossa frente. O número de casos atuais, é do contágio de 15 dias atrás. Temos um monitoramento diário e, com a liberação do comércio, a movimentação de pessoas vai aumentar. Quando aumenta a movimentação, aumenta o contágio. O resultado  desse aumento nas movimentações, nós só vamos perceber daqui 15 dias”, disse.

Além do período de duas semanas para aparecerem os casos, o infectologista alerta que em três semanas começam a haver óbitos.

Mapeamento é realizado através de parceria entre o Governo do Estado e a empresa In Loco, empresa do setor de tecnologias de geolocalização, que integrada a aplicativos, formata dados criptografados a partir de dispositivos móveis. Dados são coletados diariamente e a ferramenta fornece dados referentes ao dia anterior de publicação, ou seja, o divulgado hoje tem os dados de ontem.

Conforme o mapeamento, nessa quarta-feira (1º), os municípios que mais cumpriram o isolamento no Estado foram Jateí, com 74,5% da população em casa; Bela Vista (73,7%) e Corumbá (69,2%).

Já as cidades de Japorã e São Gabriel do Oeste tiveram a maior movimentação de pessoas nas ruas, com 35,3% e 36,1% de pessoas cumprindo a restrição, respectivamente.  

Em Campo Grande, mais da metade da população foi às ruas, com apenas 48,6% em isolamento. Na Capital, volta do funcionamento dos ônibus, bancos e restaurantes colaboraram para que os cidadãos voltassem a circular. A partir da próxima semana, o movimento pode ser ainda maior, com o retorno gradativo do comércio.