Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

INTERNACIONAL

Japão registra primeira morte pelo novo coronavírus

Mulher de 80 anos não estava no navio de cruzeiro Diamond Princess
13/02/2020 13:32 - Agência Brasil


O Japão registrou, nesta quinta-feira (13), a sua primeira morte coronavírus. A confirmação foi feita pelo ministro da Saúde do país, Katsunobu Kato. Trata-se de uma mulher japonesa de 80 anos. Segundo Kato, a mulher não estava a bordo do navio de cruzeiro Diamond Princess que está em quarentena no porto de Yokohama.

"A relação entre o novo coronavírus e a morte dessa pessoa está estabelecida", disse Katsunobu Kato durante uma coletiva de imprensa, adiantando que o resultado positivo do teste foi confirmado depois da morte.

No Japão, "este é o primeiro caso de morte de uma pessoa que o teste deu positivo" para o novo coronavírus, afirmou o ministro japonês.

A mulher morava em Kanagawa, perto de Tóquio, e esteve no hospital, pela primeira vez, em 22 de janeiro com sintomas de cansaço e fadiga. As condições de saúde dela foram monitoradas até que ela recebeu o diagnóstico de pneumonia e hospitalizada no dia 1° de fevereiro.

As condições respiratórias da paciente piorara e, no dia 6 de fevereiro, ela foi encaminhada a outro hospital. Ontem (12), seu quadro se agravou e ela foi submetida ao teste para o novo coronavírus. O resultado positivo saiu na tarde de hoje, horas depois de sua morte. A idosa não tinha registros recentes de viagem ao exterior.

 
 

FILIPINAS 

O óbito registrado no Japão é o segundo caso de morte por Covid-19 fora da China continental. O primeiro foi um cidadão filipino que tinha estado na província de Hubei, o epicentro do foco do novo coronavírus.

O número total de mortes pelo surto, inicialmente detectado em dezembro do ano passado, está em 1.370 hoje, enquanto o número de casos confirmados subiu para 59.826 na China continental.

*Com informações da emissora de radiodifusão pública do Japão, NHK, e da empresa pública de rádio e TV de Portugal, RTP

 

Felpuda


Figurinha carimbada ganhou o apelido de “biruta”, instrumento que indica direção do vento e, por isso, muda constantemente. Dizem que a boa vontade até existente ficou no passado, e as reclamações são muitas, mas muitas mesmo, diante das decisões que vem tomando a cada mudança de humor do eleitorado. Como bem escreveu o poetinha Vinicius de Moraes: “Se foi pra desfazer, por que é que fez?”.