Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

CORONAVÍRUS

Johnson & Johnson inicia fase final de testes de potencial vacina contra covid-19

Testes de fase final estão sendo realizados em 60 mil voluntários de três continentes
23/09/2020 10:00 - Estadão Conteúdo


A candidata à vacina contra o novo coronavírus produzida pela Johnson & Johnson, por meio de sua farmacêutica subsidiária Janssen, entrou na terceira e última fase de testes clínicos, segundo comunicado da J&J nesta quarta-feira (23). 

Os testes de fase final estão sendo realizados em 60 mil voluntários de três continentes.

O possível imunizante da empresa norte-americana é o quarto entre as vacinas em desenvolvimento a entrar no último estágio de testagem clínica, que mede a eficácia do produto contra a doença.

A J&J disse que pode obter os resultados do teste já no início de 2021. Caso a resposta seja positiva, a vacina pode ganhar a autorização de governos para uso público. 

Entre os países em que a empresa fará os testes estão Brasil, Estados Unidos e África do Sul.

Além da candidata da J&J, as vacinas da Universidade de Oxford e das farmacêuticas Sinovac, da China, e da alemã Pfizer já estão na terceira fase de testes. 

A candidata da companhia norte-americana, porém, tem a vantagem de induzir resposta imunizante contra o novo coronavírus com apenas uma dose, contra duas das concorrentes em fase 3, segundo um estudo clínico preliminar feito pela J&J.

Os testes de fase 3 irão verificar se a vacina de fato funciona com apenas uma dose. A J&J está colaborando com o governo do Reino Unido em um estudo separado para testar um regime de duas doses do produto.

A empresa já assinou, em agosto, um contrato de US$ 1 bilhão com o governo dos EUA para o fornecimento de 100 milhões de doses, caso a vacina tenha sucesso nos testes e seja autorizada para uso. A J&J espera produzir mais de um bilhão de doses globalmente no decorrer de 2021. 

* Com informações da Dow Jones Newswires

 
 

Felpuda


Ex-cabecinha coroada anda dizendo por aí ser o responsável por vários projetos para Campo Grande, executados posteriormente por sucessor. 

Ao fim de seus comentários, faz alerta para que o eleitor analise atentamente de como surgiram tais obras e arremata afirmando que não foi “como pó mágico de alguma boa fada madrinha. 

Houve muito suor nos corredores de Brasília”. Então, tá!...