Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

SAÚDE

Remédios podem ficar em falta nos próximos meses em Três Lagoas

Cerca de 29% dos medicamentos não foram comprados por causa de licitações desertas
20/06/2020 12:55 - Gabrielle Tavares


 

Desde o mês de março, a Prefeitura Municipal de Três Lagoas tenta adquirir por meio de licitação, 385 medicamentos pactuados e não pactuados que compõem as unidades de saúde. Deste total, 114 itens deram desertos ou fracassados após duas licitações, ou seja, não houve empresa com determinado medicamento ou oferta referente ao preço de tabela.  

“Queremos esclarecer que nesta semana, realizamos a segunda licitação da compra desses medicamentos, sendo que dos 53 restantes listados como pactuados, conseguimos apenas 29 itens. Dos não pactuados, apenas 27 foram comprados, dos 117 que faltavam”, explicou a Secretária Municipal de Saúde, Angelina Zuque.

Diante dessa dificuldade de mercado, a cidade pode enfrentar a falta desses medicamentos nas unidades de saúde nos próximos meses. A aquisição de medicamentos como cefalexina, azitromicina, losartana potássica e paracetamol foram tentadas nas duas licitações.  

“Mas a nossa Administração Municipal está tentando a compra dos que ainda faltam para que nossa população não fique desamparada”, completou Angelina.  

A compra de remédios para compor a rede municipal de saúde deve, por lei, obedecer aos critérios Tabela CMED (Câmara de Regulação do Mercado de Medicamentos). Farmácias, drogarias, laboratórios, distribuidores e importadores, não podem cobrar pelos medicamentos preço acima do permitido pela CMED. 

 

Felpuda


Candidato a prefeito em cidade do interior tremeu que só nas bases diante da decisão que tirou a corda do pescoço de adversário, liberando o dito-cujo para disputar a eleição.

Como acreditava que o pleito seria “um passeio”, estava até pensando no modelito que usaria no dia da posse.

Agora, teme nadar, nadar e morrer na beira da praia, deixando o terno pendurado no cabide.