Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

DETRAN/MS

Maioria das autuações de trânsito em setembro foi por causa de embriaguez

Cerca de 70% dos autos registrados no mês passado correspondem à Lei Seca
13/10/2020 10:16 - Alicia Miyashiro


O mês de setembro em Campo Grande foi marcado por uma alta média nos autos de infração lavrados contra motoristas embriagados. 

Conforme pesquisa divulgada pelo Departamento Estadual de Trânsito (Detran-MS), durante as operações, de 376 autos registrados, 70% eram específicos da Lei Seca, número que corresponde a 265 motoristas dirigindo sob efeito de álcool.

O chefe de Fiscalização de Trânsito do Detran-MS, Otílio Rubem Ajala Júnior, afirma que essa é uma situação preocupante, pois mostra que mesmo com muitos acidentes de trânsito por conta da bebida alcoólica, algumas pessoas ainda insistem em correr o risco.

De acordo com o órgão, aqueles que se recusam fazer o teste do etilômetro, automaticamente assumem a infração gravíssima, sofrendo as mesmas punições do motorista embriagado que aceita fazer o teste, sendo multado em R$2.934,70 e tendo sua carteira nacional de habilitação (CNH) recolhida, além de não poder dirigir durante um ano.

Exemplo dessas autuações, no Carnaval deste ano, policiais prenderam em flagrante um motorista de aplicativo bêbado que estava indo buscar um passageiro. Conforme a polícia conta, o homem foi convidado para fazer o teste de bafômetro, o resultado foi de 0,45 mgl, número considerado crime de trânsito.

Após a autuação, o motorista foi levado para a delegacia de plantão, e teve sua carteira de habilitação suspensa, além de uma multa avaliada em R$ 2 mil, e ainda passar por audiência de custódia.

O diretor-presidente do Detran-MS, Rudel Trindade, ressalta que realizar a aplicação da Lei Seca, é uma forma de defender a vida.  

“Não estamos aqui para punir as pessoas, mas precisamos fazer com que a lei seja cumprida de forma a garantir a segurança viária. Quem assume a direção de um veículo, seja ele qual for, sob efeito de bebidas alcoólicas, não coloca em risco apenas a própria vida, mas a de outras pessoas ao redor. O trânsito é de todos e por isso as normas de segurança precisam ser seguidas à risca”, alertou.

 
 

Felpuda


Candidato a vereador caiu em desgraça, pelo menos em um dos bairros de Campo Grande, ao promover comício em ginásio de esporte, com direito a ônibus lotados e espoucar de muitos fogos de artifício.

Aí dito-cujo foi alvo de muitas críticas, tanto pela zoeira causada, como por ter mandado às favas quaisquer cuidados na prevenção da Covid-19, ao promover grande aglomeração. Irresponsabilidade é pouco, hein?!