Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

PANDEMIA

Mais 4 mortes em hospital do 1º óbito por covid-19 aguardam confirmação

Mesmo hospital que registrou o primeiro óbito pela doença também reportou outras quatro mortes
17/03/2020 13:45 - Estadão Conteúdo


 

Em coletiva realizada nesta terça-feira, 17, o secretário de Saúde do Estado de São Paulo, José Henrique Germann, e o infectologista David Uip, que coordena o comitê estadual para crise do coronavírus, afirmaram que o mesmo hospital que registrou o primeiro óbito pela covid-19 também reportou outras quatro mortes que podem ter sido causadas pelo vírus, ainda sem confirmação sobre o agente responsável.

Quanto ao paciente que morreu por infecção do novo coronavírus, Germann afirmou que era um homem de 62, que tinha como comorbidades diabetes e hipertensão.

Ele estava internado em um hospital privado, onde também realizou o exame.

De acordo com Uip, o paciente foi infectado no Brasil, apresentou sintomas no dia 10 de março, internou-se em UTI no dia 14, e faleceu na segunda-feira, 16.

REFORÇAR MEDIDAS

O secretário de Saúde ainda falou que, diante da primeira morte pelo coronavírus, a determinação do governo de São Paulo é de reforçar as medidas preventivas para reduzir a capacidade de alastramento do vírus no Estado.

Apesar disso, David Uip afirmou que a confirmação da morte não deve chegar à população como algo inesperado e, por consequência, criar situação de pânico.

BANCOS DE SANGUE

Uip ainda fez um apelo para que a população de São Paulo ajude a abastecer os bancos de sangue do Estado.

"Nossos bancos de sangue estão praticamente vazios. O banco com melhor condição tem sangue pra uma semana, isso é extremamente grave para o que vamos enfrentar", afirmou o infectologista.

 

Felpuda


Lideranças de alguns partidos estão fazendo esforço da-que-les para fechar chapa com o número exigido por lei de 30% do total de vagas para as mulheres. Uma dessas legendas, por exemplo, tenta mostrar a “felicidade” das suas pré-candidatas, mas teme o fracasso, tendo em vista que o “chefe maior” é aquele que já mandou mulheres calarem a boca e disse também que a importância da sua então esposa na campanha eleitoral era porque apenas “dormia com ele”. Ô louco!