Clique aqui e acompanhe o resultado das Eleições 2020

CORUMBÁ

Mais de 96% da população aprova isolamento obrigatório para quem chega na cidade

Decreto determina que viajantes cumpram quarentena de 7 a 14 dias antes de circular por Corumbá, sob pena de multa e detenção
14/05/2020 15:33 - Glaucea Vaccari


Desde o dia 24 de abril, todos os viajantes que chegam a Corumbá, seja a passeio ou negócios, precisam, obrigatoriamente, cumprir quarentena de sete dias, mesmo que não apresentem sintomas da Covid-19, sob pena de detenção e multa. Apesar de controversa, medida tem aprovação de 93,40% da população da Cidade branca. É o que aponta pesquisa divulgada hoje pelo Instituto de Pesquisa de Mato Grosso do Sul (Ipems).

Conforme a pesquisa, realizada entre os dias 8 e 10 de maio, 93,40% da população corumbaense aprova a medida, como forma de conter o contágio do novo coronavírus. Já 5,96% são contra o isolamento obrigatório. Pequena parcela da população, de 0,64% preferiu não opinar.  

Conforme decreto municipal 2.288,fica determinado aos viajantes recém-chegados em Corumbá, ainda que assintomáticos, o isolamento por sete dias, devendo ser informado à autoridade sanitária municipal, pelo meio de hospedagem, o tipo, o local e as condições do isolamento, sendo proibida a circulação do hóspede no município.

Já para os que forem classificados como casos suspeito, confirmados ou que tiveram contato com caso confirmado o isolamento deverá ser por 14 dias em ambiente domiciliar ou, caso necessite, em hospitais públicos ou privados, podendo ser o prazo estendido dependendo do resultado do exame laboratorial.

A Lei estabelece que “infringir determinação do poder público, destinada a impedir introdução ou propagação de doença contagiosa: pena – detenção, de um mês a um ano, e multa”. Ainda de acordo com o Código Penal, “a pena é aumentada de um terço, se o agente é funcionário da saúde pública ou exerce a profissão de médico, farmacêutico, dentista ou enfermeiro”.

Quem receber os visitantes que não cumprirem a quarentena obrigatória também poderão ser responsabilizados. Em Corumbá, as barreiras da Vigilância Sanitária funcionam 24 horas por dia, na fronteira com a Bolívia  e no Lampião Aceso.  

Corumbá tem, até esta quinta-feira (14), seis casos confirmados de Covid-19, sem nenhuma morte pela doença. Dos confirmados, cinco já estão recuperados e um em isolamento domiciliar. Outros seis casos suspeitos aguardam resultado de testes. 

O Prefeito, Marcelo Iunes, reforça o pedido para que a população permaneça em casa. “A administração municipal já publicou vários decretos com normativas, mas se as pessoas não cumprirem não adianta, estamos fiscalizando, mas é preciso que todos tenham a consciência social. Só unidos, vamos combater esta doença e não deixar que ela se espalhe na nossa cidade”. 

 
 

Felpuda


Comentários ouvidos pela “rádio peão”, em ondas curtas, são de que figurinha só ganharia apoio dos colegas caso pessoa agregada fosse “curtir a aposentadoria” de uma vez por todas. Como seu acordo político acabou naufragando nesta campanha, agora dito-cujo estaria querendo recuar e não ceder o lugar. 

Isso até poderia acontecer, se não fosse a sua, digamos, eminência parda. Afe!