Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

FÉ EVANGÉLICA

Marcha para Jesus estaciona em culto drive-in para poucos no Bosque dos Ipês

Com o cancelamento da tradicional celebração na Afonso Pena, evangélicos realizam Culto de Ativação Profética no Shopping, com transmissão pela internet
26/08/2020 19:15 - Marcos Pierry


Saem os trios elétricos e a multidão de 100 mil fiéis ocupando a Avenida Afonso Pena, uma espécie de micareta da fé. Entram em cena um palco fixo e uma centena de automóveis que recebem, por transmissão de rádio, o discurso, as orações e as performances musicais de quem está no palco. 

Com o cancelamento da Marcha para Jesus, em decorrência da pandemia, os evangélicos tiveram que se contentar com um evento de pequeno porte, em formato drive-in, realizado no fim da tarde desta quarta-feira, no estacionamento superior do Shopping Bosque dos Ipês.

Para não passar em branco, o chamado Culto de Ativação Profética destacou o aniversário de “nossa linda e abençoada cidade”, por ocasião dos 121 anos de Campo Grande, e, no intervalo de 100 minutos, contou com a palavra de diferentes representantes da comunidade - pastores, apóstolos e bispos.

O pastor Ronaldo Leite Batista foi o primeiro ao microfone, com uma saudação de boas-vindas aos ocupantes da pequena frota estacionada e para a plateia virtual - em, média 70 internautas - que acompanhou a celebração em transmissão ao vivo pelo canal no Youtube do Conselho Municipal de Pastores de Campo Grande.

“Uma pena não podermos fazer nossa marcha, mas o momento exige prudência e cuidado”, afirma o pastor Ronaldo, atual presidente do Conselho, entidade responsável pela realização do CAP. Pouco depois das 16h30, com o evento já em curso, muitos veículos ainda chegavam ao local. 

No roteiro, as orações eram destinadas a grupos temáticos, como “família”, “religião”, “educação”, “economia”, “governo”, “artes” e “mídia”. Além de alguns números musicais, um fundo sonoro de teclado servia de acompanhamento aos discursos.

“Vamos orar pela mídia e comunicação de nossa nação”, convocou o apóstolo Paulo (Rede Super) durante o seu discurso no evento, que também contou com oradores pedindo o fim da pandemia e da corrupção, bandeira já usada na divulgação do CAP nas redes sociais. 

“O poder do Espírito não está limitado ao presencial, mas o culto presencial é mais afetivo e integra melhor as pessoas com afetos e abraços”, reconhece Pastor Ronaldo.

O Conselho de Pastores recomendou quarentena desde o primeiro decreto municipal que proibiu a realização de cultos, no fim do mês de março. Mas depois, com as determinações do Governo Federal, que incluíram atividades religiosas na lista das essenciais, apoiou os cultos presenciais. 

A conta foi alta, como pôde ser visto nos dados divulgados pelo próprio Conselho de Pastores há duas semanas: 31 líderes religiosos de suas comunidades foram infectados e três morreram em decorrência da Covid-19. 

Na semana passada, o falecimento de mais uma vítima da doença, o Pastor Edilson, presidente da Igreja El Shaddai de Campo Grande, deixou os evangélicos consternados.

O preço do ingresso, por veículo, para o Culto de Ativação Profética foi de R$ 25, com pagamento somente por cartão de crédito.

 
 

Felpuda


Os bastidores fervem com a ciumeira que vem acontecendo em alguns municípios, onde determinados candidatos estariam sendo mais prestigiados que outros depois das alianças que foram formalizadas nas convenções. As queixas só aumentam, e as lideranças partidárias já não sabem o que fazer, temendo a possibilidade de que a vitória vá para o ralo. A bronca maior está entre integrantes das chapas puras de vereadores que se coligaram na majoritária. E salve-se quem puder!