Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

COVID-19

Prefeito diz que interior ocupa 27% das UTIs na Capital

Gestor defendeu lockdown nos outros municípios da macro se ocupação ultrapassar 90%
25/07/2020 14:01 - Daiany Albuquerque


O prefeito de Campo Grande, Marcos Trad (PSD) rebateu a informação dada pelo governo do Estado de que 90% das internações na Capital são referentes a campo-grandense. Em transmissão ao vivo em suas redes sociais, o gestor afirmou que o interior é responsável por 27% das internações em Unidades de Terapia Intensiva (UTIs) da cidade.

“A gente tem dito reiteradamente ao governador, que recomendou com o secretário de Saúde o lockdown em Campo Grande, e a gente tem dito, se a gente chegar a uma taxa de ocupação de leitos acima de 90%, nós temos que ter também o lockdown nos outros 34 municípios. Porque, caso contrário, fica difícil nós fecharmos os estabelecimentos comerciais da Capital, enquanto os 34 outros municípios continuam abertos”, declarou Trad, hoje a ocupação no setor está em 83%.

Nesta semana a Secretaria de Estado de Saúde soltou uma nota informando que em Campo Grande, 90% dos atendidos em UTIs são da própria cidade. “De cada 10 pacientes internados com a doença, 9 têm como domicílio Campo Grande. Das 158 solicitações de internação por Covid-19 nos hospitais públicos de Campo Grande neste mês (de 1º a 22 de julho), 143 são da própria Capital - o que equivale a 90,5%. Apenas 15 pacientes são do interior, vindos de 11 municípios, todos da macrorregião da Capital”, diz trecho da matéria.

Para o prefeito, apesar dos dados de baixo isolamento social registrado mesmo com as medidas implementadas pela administração, a população tem cumprido sua parte e descarta tomar essa medida restritiva. “Lockdown em Campo Grande não, a responsabilidade é da população e ela está sabendo responder. Claro que existem aqueles de desobedecem, mas a mão firme do município tem que ir sobre aqueles que não querem aceitar a regra”.

Dados divulgados pelo governo do Estado, até a quinta-feira (23), mostram que a Capital continuava com a mesma taxa de isolamento que em semanas anteriores, quando as medidas implementadas pela prefeitura desde o dia 18 não estavam em vigor. A cidade registrou taxa de 36,2% e é a 25ª entre as capitais brasileiras em relação ao distanciamento. 

Durante a noite de ontem e madrugada de hoje a prefeitura registrou 1.081 denúncias de descumprimento do toque de recolher, que começa às 20h. Nas fiscalizações, 5 estabelecimento foram lacrados pelos órgãos de controle pelo descumprimento e 244 pessoas orientadas. Ao todo, 497 pessoas foram convidadas a voltar para suas residências. As fiscalizações da medida tem sido feitas por equipes do Ministério Público de Mato Grosso do Sul (MPMS), Polícia Militar, Guarda Civil Metropolitana, equipes da Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Gestão Urbana (Semadur) e da Vigilância Sanitária.

 
 

Felpuda


Ex-cabecinha coroada anda dizendo por aí ser o responsável por vários projetos para Campo Grande, executados posteriormente por sucessor. 

Ao fim de seus comentários, faz alerta para que o eleitor analise atentamente de como surgiram tais obras e arremata afirmando que não foi “como pó mágico de alguma boa fada madrinha. 

Houve muito suor nos corredores de Brasília”. Então, tá!...