Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

CORONAVÍRUS

Máscaras obrigatórias e lockdown total são adotadas após duas mortes e 15 casos de Covid-19

Batayporã e Nova Andradina prometem adotar medidas ainda mais rígidas para controlar o avanço da doença
08/04/2020 18:01 - Ricardo Campos Jr


 

Depois de chamarem a atenção com duas mortes e 15 pacientes positivos para Covid-19, Batayporã e Nova Andradina prometem adotar medidas ainda mais rígidas para controlar o avanço da doença, mesmo sem terem casos suspeitos no momento. Entre elas, uso obrigatório de máscaras para entrar em ambientes fechados e isolamento total aos domingos.

As duas cidades são consideradas gêmeas e ficam a minutos de carro uma da outra. Foi por isso que todos os casos do novo coronavírus registrados em ambas estão relacionados.

Os municípios entraram no mapa epidemiológico pela primeira vez quando uma mulher de 64 anos procurou assistência médica em Batayporã apresentando sintomas. O “paciente zero” da localidade foi um parente da idosa, que havia viajado ao exterior e contaminou mais três pessoas da família.

Como o quadro clínico da mulher se agravou, ela foi transferida ao Hospital da Cassems em Nova Andradina. No local, vários membros da equipe enfermagem acabaram se contaminando.

O segundo caso foi uma outra idosa, de 66 anos, que se contaminou durante viagem em São Paulo. Ao chegar em casa, também passou mal, procurou atendimento, também foi transferido ao município vizinho e não resistiu aos problemas causados pelo novo coronavírus em seu organismo.

José Gilberto Garcia (PR), prefeito de Nova Andradina, disse ao Correio do Estado que a quantidade de casos confirmados na cidade aumentou à medida que ficaram prontos os exames nos funcionários da unidade de saúde particular que recebeu a paciente.

“Agora não temos nenhum caso suspeito. Estamos cuidando daqueles que já foram contaminados”, afirmou.

Tão logo registrou o primeiro caso, o município fechou o comércio, decretou suspensão das aulas e implantou toque de recolher. É proibido sair de casa ou receber clientes in loco entre 20h e 4h.

“As lojas reabriram na terça-feira e depois do boletim, já estamos inclusive pensando em rever o decreto. Em parcerias com as malharias aqui da cidade, estamos confeccionando máscaras de pano para distribuir gratuitamente para toda a população. Só poderá entrar em um banco ou comércio quem estiver usando, será obrigatório”, explicou à equipe de reportagem.

Somente hoje foram entregues 500 máscaras às pessoas que aguardavam atendimento nas agências ou lojas de Nova Andradina. “Nós vamos monitorar rigorosamente”, prometeu Garcia.

Já em Batayporã, aos domingos ninguém vai sair de casa, somente para ir farmácia. Não está permitido sequer ir ao mercado e as compras terão que ser planejadas e feitas um dia antes, conforme a secretária local de Saúde, Marcela Leite.

“Aqui nós ainda não estamos com a contaminação comunitária, sabemos como todos os casosa positivos se contaminaram, a maioria já cumpriu a quarentena”, disse ao Correio do Estado.

Ela conta que será montado um centro de triagem para Covid-19 ao lado do Pronto Atendimento Municipal (PAM). A medida é preventiva, já que não há novos casos suspeitos na cidade, e se relaciona com a previsão de novos casos surgirem em todo o Estado nas próximas semanas.

“Além disso, para todas as pessoas que tiverem sintomas graves relacionados à doença, haverá uma espécie de disque-coronavírus, uma espécie de teleatendimento para orientações e encaminhamentos, caso necessário”, afirma.

Batayporã já adota desde o começo do mês passado outras medidas de isolamento, como suspensão das aulas. Além disso, o atendimento na rede municipal de saúde foi reforçado com aplicação do horário estendido nos postos, que abrem das 7h às 19h sem fechar para o almoço.

Serviços considerados não essenciais só podem funcionar das 7h às 15h naquele município. “Todas essas medidas que já haviam sido decretadas, serão mantidas”, completou Marcela.

PREOCUPAÇÃO

A quantidade de casos nessas cidades chamou a atenção o Governo. Durante transmissão ao vivo ontem, o secretário de Saúde, Geraldo Resende, afirmou ter encaminhado ofícios a essas duas cidades cobrando medidas que evitem a disseminação da Covid-19.

“Nós também fizemos videoconferências com os prefeitos e pedimos que sejam monitoradas as pessoas que tiveram contato com os casos positivos. A vigilância está em contato constante com Batayporã e Nova Andradina e os prefeitos dessas cidades precisam adotar as recomendações da Organização Mundial da Saúde (OMS), Ministério da Saúde e SES, medidas mais duras”.

Para o gestor, afrouxar as contenções que já foram implementadas poderia levar “a um acréscimo assustador na quantidade de casos”, finalizou.

Ao todo, Mato Grosso do Sul tem 85 casos confirmados, dos quais 36 já finalizaram a quarentena e foram declarados curados. Outros 25 ainda estão de quarentena e 15 estão internados: seis em leitos públicos e nove em hospitais particulares.

 

Felpuda


Pré-candidatos que em outras eras cumpriram mandato e hoje sonham em voltar a ter uma cadeira para chamar de sua estão se esmerando em apresentar suas folhas de trabalho. O esforço é grande para mostrar os serviços prestados, mas estão se esquecendo que a cidade cresceu, os problemas aumentaram e aquilo que já foi tido como grande benefício hoje não passa da mais simples obrigação diante do progresso e das novas exigências legais. Assim sendo...