Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

BOLETIM DA COVID-19

Mato Grosso do Sul atinge marca de 800 óbitos em decorrência da covid-19

Campo Grande contribui com 39% do desse total e já soma mais de 20 mil casos confirmados
27/08/2020 12:00 - Rodrigo Almeida


Com as 17 novas mortes confirmadas até as 19h da quarta-feira, 26, o presente macabro que a Capital recebeu na comemoração dos 121 anos foi a triste marca de 800 vidas perdidas pelo covid-19. 

A revelação feita pelo boletim epidemiológico da doença pela Secretaria de Estado de Saúde (SES), na manhã desta quinta-feira, 27, credita 324 óbitos somente a residentes de Campo Grande. 

Segundo a secretária -adjunta, Crhistinne Maymone, “nós podemos nos indignar, sim, pois vidas poderiam sido salvas se as evidências científicas fossem ouvidas. A vida continua normal em Campo Grande, as pessoas se aglomeram, mas a vida não voltou ao normal”, desabafa ela após lamentar pela trágica marca.

A Capital computou 11 mortes no último relatório. Corumbá notificou três, enquanto Ladário, Chapadão do Sul e Mundo novo completam a lista com um caso cada. A média móvel de mortes voltou a atingir a marca de 8 para os últimos sete dias em Campo Grande. 

Nas últimas 24h, o estado observou 902 novos casos de Covid-19, elevando o total para 46 261. A Capital somou 340 positivos, Corumbá, 95, Dourados, 65, Nova Alvorada do Sul, 59 e Sidrolândia, 33. 

De todos os casos já confirmados em MS, 43,5% são de residentes de Campo Grande. São mais de 20 mil casos, quase quatro vezes mais que as 5 351 notificações de Dourados, o segundo colocado na lista. 

Atualmente, o estado conta com 7 358 casos ativos da Covid-19. Isso se refere ao número “entre hospitalizados e casos em isolamentos social confirmados e em tratamento”, explica a secretária-adjunta. 

O estado ainda se mantém em alerta em relação à ocupação de leitos. Segundo o secretário Geraldo Resende, “mesmo com a flutuação de taxa, nós nunca baixamos a marca de 500 pessoas internadas em leitos no estado”, atualmente são 516. 

A Macrorregião de Campo Grande continua sendo a mais afetada com ocupação de 80%. Só os casos suspeitos de covid-19 ocupam 48% dos leitos de UTI da região. Dourados e Corumbá também preocupam, com taxas de 72% e 77% respectivamente.

 
 

Felpuda


Figurinha está trabalhando intensamente para tentar eleger a esposa como prefeita de município do interior.

Até aí, uma iniciativa elogiável. Uns e outros, porém, têm dito por aí que seria de bom tom ele não ensinar a ela, caso seja eleita, como tentar fraudar folha de frequência de servidores. 

Afinal, assim como ele foi flagrado em conversa a respeito com outro colega, não seria nada recomendável e poderia trazer sérias consequências. Só!