Clique aqui e veja as últimas notícias!

TEMPO

Mato Grosso do Sul está em alerta para tempestades com ventos de até 100 km/h

Alerta foi emitido pelo Inmet e tem vigência até o fim da manhã deste domingo
09/01/2021 18:03 - Glaucea Vaccari


O tempo deve continuar chuvoso em Mato Grosso do Sul neste fim de semana. No entanto, as chuvas que tem caído durante todo o verão no Estado, devem ser mais fortes entre a noite de sábado e o domingo (9).

O Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) emitiu três alertas para o estado, sendo dois classificados como perigo e um de perigo potencial, todos para o risco de chuvas intensas, com vigência até às 11h de domingo.

Últimas notícias

Conforme os alertas, previsão é de chuvas com grande acumulado,  entre 30 e 60 milímetros por hora, e ventos fortes, de 60 a 100 km/h, especialmente nos municípios da região leste.

Apesar do alerta ter vigência até o fim da manhã deste domingo, as condições de chuva predominam em Mato Grosso do Sul durante a próxima semana.

O verão é uma das estações mais chuvosas e o Inmet alerta para atenção redobrada com condições adversas no tempo.

Chuvas devem ocorrer principalmente nos períodos da tarde e noite e podem ser acompanhadas de raios.

Durante os temporais, há risco de corte de energia elétrica, estragos em plantações, queda de árvores e alagamentos.  

Desta forma, recomendação é não estacionar embaixo de árvores, não enfrentar pontos de alagamentos ou enxurradas, procurar locais seguros para se abrigar enquanto espera a chuva passar e desligar eletrônicos da tomada.

Para este domingo (20), a previsão é de céu entre parcialmente nublado a nublado, com abertura de sol e pancadas de chuva e trovoadas.

Calor predomina e temperaturas devem ficar entre 22°C e 33°C em Campo Grande.

A umidade relativa do ar neste dia possui variação estimada entre 95% a 50% ao longo do dia. 

Verão

Janeiro é o mês mais chuvoso do ano em Mato Grosso do Sul, mas conforme o meteorologista Nathálio Abraão, embora haja previsão de temporais alguns dias, os estragos não devem ser grandes.

“Não deve haver prejuízos decorrentes das chuvas para a agricultura”, disse.

De acordo com o Centro de Monitoramento do Tempo e do Clima (Cemtec) o Brasil está sob influência do La Niña e o aquecimento acima do normal das águas da parte sul do Oceano, frentes frias se deslocam para estas áreas mais quentes e auxiliam na formação de áreas de instabilidade no Estado.

Para o restante do mês, a previsão é de mais chuvas, típicas da estação do verão, que é caracterizado por temperaturas elevadas, no solo e no ar, que favorecem as mudanças rápidas nas condições do tempo.

Pancadas de chuva rápidas e de forte intensidade são comuns durante o período, principalmente à tarde, associadas a trovoadas e rajadas de ventos acima de 50 km/h.

Quando há previsão de tempestades, a Defesa Civil emite um alerta climático para os celulares cadastrados no sistema.  

Quem desejar receber SMS gratuito com os avisos pode enviar uma mensagem de texto para o número 40199 com o CEP de interesse.