MENU

Clique aqui e veja as últimas notícias!

PANDEMIA

Mato Grosso do Sul quer ser o primeiro em número de testagem de coronavírus

Maquinário comprado pelo governo do Estado, somado ao equipamento vindo do Ministério da Saúde, ajudará nesse objetivo
11/09/2020 11:00 - Daiany Albuquerque


Terceiro estado que mais testa para a Covid-19 no Brasil até o início de agosto, Mato Grosso do Sul agora quer ser o primeiro desse ranking.

Para isso, segundo o secretário estadual de Saúde, Geraldo Resende, os municípios terão de aumentar a disponibilização de exames RT-PCR, considerados o “padrão ouro” para a identificação do vírus nos primeiros dias de infecção.

Segundo Resende, os dois extratores moleculares que foram entregues ao Laboratório Central de Mato Grosso do Sul (Lacen-MS) – um comprado pelo governo e o segundo vindo do Ministério da Saúde – devem ajudar para que esse objetivo seja alcançado.

“Quero chamar os secretários e as secretárias para que possam aumentar a testagem nos seus municípios. Na próxima semana, vamos colocar as máquinas em atividade. Podemos fazer até 1.800 [exames] por dia, e nós, que estamos na terceira posição em testagem no quadro geral entre as unidades da federação, queremos ser o Estado que mais testa no País”, declarou.

Conforme levantamento do Conselho Nacional de Secretários de Saúde (Conass), com dados de fevereiro até o dia 26 de julho, Mato Grosso do Sul era a terceira unidade federativa que mais testava, proporcionalmente, a sua população para o vírus com o teste de biologia molecular (RT-PCR).

Na época, 2,4% da população do Estado havia sido testada para a Covid-19 com esse método. Nesse levantamento, o primeiro em testagem era Sergipe, com 2,74% da população.