Clique aqui e veja as últimas notícias!

ESPERANÇA

Mato Grosso do Sul reabilita 115 leitos de UTI-Covid

Medida visa desafogar a alta demanda por leitos em pico da pandemia no Estado
06/03/2021 13:34 - Naiara Camargo


Com o objetivo de ampliar oferta de leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Sistema Único de Saúde (SUS) para Covid-19 no Estado, Mato Grosso do Sul reabilitou mais 115 leitos UTI-Covid.

Campo Grande ganha 65 leitos no Hospital Regional de Mato Grosso do Sul (HRMS) e Dourados 16, sendo seis no Hospital Universitário da Universidade Federal da Grande Dourados (HU-UFGD) e dez no Hospital da Vida.

Últimas notícias

Costa Rica é contemplada com cinco leitos de UTI na Fundação Hospitalar; Bataguassu cinco, todos na Santa Casa do município; Paranaíba dez, também na Santa Casa da cidade; Ponta Porã recebe dez leitos no Hospital Regional Dr. José de Simone Netto e Aparecida do Taboado cinco, na Fundação Hospitalar Enfermeiro Pedro Francisco Soares.

De acordo com o secretário estadual de Saúde, Geraldo Resende, “o Governo Federal pagará novamente o custeio de leitos que tinham sido habilitados no ano passado e que após o vencimento dos convênios, deixaram de receber as verbas federais”. O Ministério da Saúde contribui com um valor de R$1.600,00 por dia para cada leito de UTI habilitado. 

Ontem (5), Mato Grosso do Sul registrou recorde no número de internados (712) desde o início da pandemia. A ocupação global de leitos UTI na macrorregião de Dourados está em 94%; Três Lagoas 82% e Corumbá 67%.

O HRMS já está com 100% de lotação e transfere pacientes para hospitais particulares. Geraldo Resende alerta que o colapso em hospitais do Estado está próximo. "Estamos vivendo o momento mais crítico durante todo o período da doença". 

Panorama da Covid-19 em 6 de março de 2021

Mato Grosso do Sul já tem 187.073 confirmações de Covid-19, desde o início da pandemia. As mortes já contabilizam em 3.471. Recuperados já somam 173.852.

Nas últimas 24 horas, foram registrados 16 mortes e 1.190 casos. Os dados são do Boletim Epidemiológico da Secretaria Estadual de Saúde (SES) deste sábado (6).

Em isolamento domiciliar encontram-se 9.095 doentes. Há 695 pessoas internadas, sendo 368 em leitos clínicos (248 público; 120 privado) e 327 em leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) (244 público; 83 privado).

De ontem para hoje, Campo Grande registrou 435 novos casos; Dourados 153; Três Lagoas 79; Corumbá 58; Naviraí 56; Ivinhema 24; Sonora 22; Costa Rica 19 e Ponta Porã também 19.

Campo Grande, Amambaí, São Gabriel do Oeste, Dourados, Costa Rica, Ponta Porã e Rio Verde de mato Grosso são as cidades que apresentaram mortes nas últimas 24 horas.

Esperança

No dia 18 de janeiro, 158.760 doses da vacina Coronavac desembarcaram na Base Aérea de Campo Grande.

Em 22 de janeiro, 2 milhões de doses da vacina de Oxford chegaram no Aeroporto Internacional de São Paulo, em Guarulhos.

Depois, seguiram para o Rio de Janeiro. Desse número, 22 mil chegaram no Estado no dia 24 de janeiro.

No dia 25 de janeiro, 10,2 mil doses da vacina Coronavac desembarcaram no Aeroporto Internacional de Campo Grande em um voo da Latam.

Mais 32 mil doses da vacina Coronavac chegaram em 7 de fevereiro no Aeroporto Internacional de Campo Grande. As vacinas vieram acondicionadas em 160 caixas.

Em 24 de fevereiro, o Estado recebeu 35,7 mil doses da Coronavac e AstraZeneca.

Sexta remessa, com 27,8 mil doses da Coronavac, desembarcou no Aeroporto Internacional de Campo Grande na manhã de 3 de março.

As vacinas já estão em todos os 79 municípios de Mato Grosso do Sul. A cada lote de entregas, os imunizantes vão sendo distribuídos imediatamente.

A força tarefa de distribuição de vacinas contou com o apoio da Polícia Militar, Polícia Civil e Corpo de Bombeiros.

“Em menos de 24 horas, nós chegamos a todos os 79 municípios. Foi uma integração de resultado que funcionou muito bem. Mato Grosso do Sul deu um exemplo ao Brasil na logística da entrega de vacinas”, narra Reinaldo Azambuja, governador.

Assine o Correio do Estado