Clique aqui e veja as últimas notícias!

CORONAVÍRUS

Mato Grosso do Sul ultrapassa 125 mil casos confirmados de Covid-19

Autoridades em saúde alertam para que não haja reuniões familiares neste natal
23/12/2020 12:30 - Naiara Camargo


O Boletim Epidemiológico da Secretaria Estadual de Saúde (SES) desta quarta-feira (23) traz 125.181 casos confirmados de Covid-19 e 2.130 óbitos pela doença.

São 22 óbitos e 1.652 casos a mais que ontem. Os recuperados já somam 107.625.

“Desde domingo, quando começou a semana, foram 98 óbitos. É muita gente. É muita história de muita tristeza de muita família”, disse Christine Maymone, secretária adjunta da saúde.

Últimas Notícias

Em isolamento domiciliar encontram-se 14.763 doentes. Há 663 pessoas internadas, sendo 370 em leitos clínicos (228 público; 142 privado) e 293 em leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) (202 público; 91 privado).

Campo Grande segue na liderança como cidade com mais casos da doença no estado. De ontem para hoje, a capital registrou 601 novos casos; Dourados 228; Maracaju 66; Três Lagoas 73; Ponta Porã 33; Amambaí 45; Aquidauana 46; Corumbá 43 e Chapadão do Sul 33.

“Nós estamos na pior hora da pandemia, principalmente em Campo Grande, epicentro da pandemia”, declarou a secretária adjunta da saúde.

Campo Grande, Itaquiraí, Dourados, Anastácio, Três Lagoas, Amambaí, Naviraí, Paranaíba, Corumbá, Porto Murtinho, Bonito, Antônio João, Bandeirantes e Rio Verde de Mato Grosso são as cidades que apresentaram mortes nas últimas 24 horas.

Esperança

Geraldo Resende, secretário de Estado de Saúde afirma que faltam poucos dias para que a população seja vacinada. “Final de janeiro e fevereiro temos a perspectiva de começar a fazer a vacinação”.

“Em 2021 podemos voltar a fazer as comemorações que deixamos de fazer esse ano”, expressa o secretário.

Medidas Restritivas 

O toque de recolher das 22h às 5h foi prorrogado, portanto, quem for pego nas ruas neste período, pode ser penalizado. O objetivo é evitar a aglomeração de pessoas, atingir o nível desejado de isolamento social e conter a proliferação do novo coronavírus.

Orientações

A SES afirma que o isolamento social; o uso de máscara e álcool gel e a higienização das mãos com água e sabão são medidas imprescindíveis para conter a propagação do novo coronavírus.

Pessoas que apresentarem febre, tosse seca ou dor de garganta devem permanecer em isolamento por 14 dias.

Caso os sintomas se agravem, é recomendado que se procure uma unidade básica de saúde mais próxima.

“Fique em casa, faça sua comidinha, faça sua oração, veja televisão, é isso que você tem que fazer [nesse natal]”, ressalta Christine.

“Faça a melhor escolha, não participe e nem realize aglomerações neste natal. Não é momento de aglomerar, vamos proteger as nossas famílias”, complementa.

Assine o Correio do Estado