Clique aqui e acompanhe o resultado das Eleições 2020

SAÚDE INDÍGENA

Médicos Sem Fronteiras acerta com o Governo e irá atuar nas aldeias indígenas

Sesai argumentou que ONG não apresentou detalhes do plano de ação nas aldeias
24/08/2020 13:33 - Adriel Mattos, Fábio Oruê


Após a Secretaria Especial de Saúde Indígena (Sesai) barrar a atuação da organização Médicos Sem Fronteiras (MSF) nas aldeias indígenas de Aquidauana, os profissionais conseguiram aval para trabalhar no combate ao coronavírus no município. A informação foi confirmada pelo secretário estadual de Saúde, Geraldo Resende. 

"Conseguimos superar algumas incompreensões. Agora, vamos ter o apoio dessa entidade que atua no mundo todo para combater o vírus que está muito presente nas aldeias indígenas". disse ele, em transmissão ao vivo nesta segunda-feira (24).

A organização não governamental (ONG) foi impedida de atuar nas aldeias. Segundo a Sesai, o grupo não apresentou um plano de trabalho detalhado para os atendimentos de coronavírus.

Em nota, a Sesai afirmou ter autorizado a organização a atuar em aldeias, mas que a proposta de trabalho enviada não especificava os locais de atendimento (aldeias ou unidades básicas), datas, recursos e meios a serem empregados.

De acordo com a Articulação dos Povos Indígenas do Brasil (Apib), são 12 óbitos por coronavírus em Mato Grosso do Sul, sendo que nove são da etnia Terena, dois Guaranis Kaiowá e um Camba. 

 
 

Felpuda


A futura composição  dos 29 vereadores  em Campo Grande poderá ser diferente  da que foi oficializada, segundo o que  se tem ouvido,  com certa frequência, nas rodinhas de conversas dos meios políticos.  

Nova distribuição  das cadeiras poderá ocorrer e, assim, quem está prestes a entrar com pompa e circunstância poderá nem passar pela porta de entrada  e tomar posse de cadeira  para chamar de sua.  

O caldeirão está fervendo.