MENU

Clique aqui e veja as últimas notícias!

PANDEMIA

Mesmo com alta nas internações, leitos para Covid-19 estão apenas no papel

Secretarias de Saúde pretendem ativar leitos no Hospital Regional e no Hospital Universitário da Capital
25/11/2020 08:00 - Ana Karla Flores


Para conter o alto índice de casos de Covid-19 confirmados em Mato Grosso do Sul, secretarias de Saúde municipal e estadual pretendem ampliar em 20 leitos para tratamento exclusivo da doença. 

No entanto, ainda não há previsão para ativação dos leitos, 10 localizados no Hospital Regional do Estado e 10 no Hospital Universitário Maria Aparecida Pedrossian.

De acordo com o painel Mais Saúde, do governo do Estado, em Campo Grande a taxa atual de leitos ocupados nas UTIs gerais está em 95,6%. Os leitos de UTI destinados exclusivamente para pacientes infectados por Covid-19 atingiram porcentual de 86,8%.  

A ausência de previsão para a ativação dos leitos no Hospital Regional se dá pela falta de médicos para as novas unidades.  

De acordo com a diretora do Hospital, Rosana Leite, o local possui todos os insumos disponíveis, mas há falta de médicos plantonistas. “Nós vamos ampliar os leitos assim que o governador autorizar concurso para novos médicos”, afirma.

Acompanhe as ultimas noticias do Correio do Estado

Segundo a assessoria de imprensa do Hospital Universitário, com o aumento dos casos confirmados por coronavírus, a Secretaria Municipal de Saúde Pública (Sesau) com a Secretaria de Estado de Saúde (SES) ainda estão cogitando reativar os leitos. 

“Tudo ainda são ideias, dependendo do avanço da Covid-19 no Estado. Não há nada efetivo. Dependemos de as secretarias se comprometerem com o aluguel de respiradores e a compra de medicamentos”, diz. 

A assessoria do Hospital explica que os leitos que serão ampliados funcionavam na ala de Covid-19 até o mês passado. “Ativamos os leitos de Covid-19 por 90 dias a pedido dos municípios do interior e da Secretaria de Estado de Saúde. E desativamos quando o prazo expirou”.

Segundo a SES, a parceria com a Sesau para contratação de leitos de UTI em hospitais privados foi renovada. Os leitos estão localizados no Hospital do Pênfigo, Proncor, Clínica Campo Grande e El Kadri.

O aumento de mais leitos ainda está sendo discutido com os municípios do Estado. Cabe às prefeituras a decisão de manutenção, fechamento ou reativação de leitos. 

Durante a reunião da Comissão Intergestores Bipartite (CIB), que ocorreu na sexta-feira (20) com os 79 municípios do Estado, o secretário de Estado de Saúde, Geraldo Resende, solicitou que os municípios que desejam manter ou reativar leitos de UTI devem realizar cadastro no sistema do Ministério da Saúde.

De acordo com Resende, ele vai entrar em contato com o ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, para solicitar a ampliação dos leitos de UTI em Mato Grosso do Sul.  

A SES encaminhou ofício para as cidades do Estado que tiveram maior aumento no número de casos confirmados, para que revejam as medidas de flexibilização que foram adotadas, o monitoramento dos contatos, o uso do diagnóstico RT-PCR e também as estratégias de divulgação dos cuidados para prevenção e interrupção da cadeia de transmissão. 

Governo Federal divulgou no Diário Oficial da União ontem que vai liberar recursos financeiros para leitos de Covid-19 em Mato Grosso do Sul. Os leitos serão habilitados em Naviraí pelo período de 60 dias, com total de R$ 480 mil. 

De acordo com o Diário Oficial, serão abertos cinco leitos de unidades de terapia intensiva (UTI) para adultos no Hospital Municipal de Naviraí. As unidades serão destinadas exclusivamente para pacientes em tratamento para Covid-19.  

O prazo de funcionamento dos leitos pode ser prorrogado a cada 30 dias, a depender da situação de emergência de saúde pública decorrentes do coronavírus. 

Para prorrogação do período é necessária solicitação dos gestores do Sistema Único de Saúde (SUS) no Sistema de Apoio à Implementação de Políticas de Saúde (Saips).

BOLETIM

Segundo o boletim epidemiológico da Secretaria de Estado de Saúde (SES), publicado ontem, em 24 horas Mato Grosso do Sul registrou 777 casos e 11 mortes.

O Estado possui 93.747 casos confirmados de Covid-19, 1.738 óbitos pela doença e 83.838 recuperados desde o início da pandemia.  

Em isolamento domiciliar encontram-se 7.838 doentes. Há ainda 333 pessoas internadas, 188 em leitos clínicos e 145 em leitos de unidade de terapia intensiva (UTI).

Campo Grande registrou de terça para quarta-feira 464 novos casos.