Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

COVID-19

Mesmo com transferência de pacientes, Regional tem 98% de leitos UTI ocupados

Diretora do hospital diz que demanda aumentou e leitos estão cheios mesmo com pacientes encaminhados para hospitais de retaguarda
04/08/2020 15:34 - Glaucea Vaccari


Mesmo com a transferência de pacientes para hospitais de retaguarda, o Hospital Regional de Mato Grosso do Sul tem 98% dos leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) ocupados.  

Diretora do Hospital, Rosana Leite, disse, durante live da Secretaria Estadual de Saúde (SES) nesta terça-feira (4), que a unidade está passando, desde o mês passado, por uma fase bastante crítica.

Conforme a diretora, quase a totalidade dos pacientes que estão no hospital são para tratamento da covid e, desde que a ocupação se aproximou de 90%, começaram a transferência de pacientes menos graves para outros hospitais, o que tem acontecido frequentemente.

Só na segunda-feira (3), foram 10 transferências, mas com a entrada de novos pacientes, a taxa de ocupação se manteve no mesmo patamar.  

Ela fez um apelo para que a população colabore com as medidas de distanciamento social, uso de máscaras e etiquetas de higiene, para impedir o avanço do coronavírus e o colapso na saúde pela falta de leitos e também de profissionais.  

“Todos os profissionais foram capacitados, tanto no manejo clínico quanto para sua proteção. Desde março todos estão sem férias porque precisamos das pessoas, mas muitos estão cansados e adoencendo. Temos dois médicos, um técnico de enfermagem e um enfermeiro internados”, disse.

Ela ressaltou ainda a dificuldade em se ter médicos capacitados para unidades de terapia intensiva, tendo em vista que mesmo abrindo contratação, há falta de intensivistas em todo o País.  

“Cada paciente que vai a óbito é um sofrimento muito grande, não estamos apenas cansados fisicamente, mas mentalmente. Cuidar é um dom, nós profissionais da área da saúde lidamos com isso diariamente, é um apelo que fazemos, respeitem o distanciamento, usem as máscaras, porque nós estamos lá para cuidar, mas temos um limite, infelizmente”, disse.

O Hospital Regional é referência para a Covid-19 em Mato Grosso do Sul.

 
 

Felpuda


Casal de políticos muito conhecido a-do-ra cargos públicos, e, assim, “um puxa o outro” na maratona política, que inclui disputa de mandatos, direção de órgãos e até mesmo nomeações com prerrogativa de não ter de bater ponto. A nova empreitada agora é conquistar uma das prefeituras do interior. Em caso de derrota, é quase certo que os nomes de ambos deverão aparecer no Diário Oficial antes mesmo do fim deste ano.