Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

PREVENÇÃO AO COVID-19

Ministério Público pede que prefeito torne uso de máscaras obrigatório em Campo Grande

Órgão cita aumento de casos e baixo isolamento social como preocupantes
10/06/2020 16:52 - Glaucea Vaccari


 

Devido ao baixo insolamento social e aumento do número de casos confirmados da Covid-19 em Campo Grande, o Ministério Público Estadual (MPMS) recomendou que a Prefeitura de Campo Grande determine a obrigatoriedade do uso de máscaras de proteção facial para toda a população, no prazo de 10 dias.

Nesta terça-feira (9), Câmara aprovou projeto de lei que obriga população a usar máscaras em ruas, espaços privados de acesso público, como shoppings, e transporte público, em todo o País, enquanto durar o estado de calamidade pública decorrente da pandemia de Covid-19. Proposta aguarda sanção do presidente Jair Bolsonaro.  

Na recomendação para a Prefeitura, expedida pela Promotora de Justiça Filomena Aparecida Depólito Fluminhan, titular da 32ª Promotoria de Justiça da Saúde Pública, o item de proteção deve ser usado em todos os espaços abertos ao público, vias públicas, transporte coletivo e estabelecimentos comerciais, industriais e de serviços na Capital.

As demais medidas de biossegurança de enfrentamento ao coronavírus não serão afetadas pela obrigatoriedade do uso da máscara, como isolamento social, etiqueta respiratória e higienização das mãos e das demais recomendações expedidas pelas autoridades sanitárias.

Conforme o Ministério Público, o principal fator preocupante é o crescimento no número de casos confirmados na macrorregião de Campo Grande, principalmente em Guia Lopes da Laguna, Jardim e Bonito, que não tem estrutura mínima para atender a população, com poucos leitos e sem Unidade de Terapia Intensiva (UTI), o que pode impactar nos leitos da Capital.

Outro fator preocupante é a negligência da população em relação ao isolamento social. Mato Grosso do Sul é o estado com um dos piores índices de isolamento e Campo Grane tem a segunda menor taxa entre as capitais.  

Ainda no documento, MPMS afirma que há casos de pessoas com suspeita da Covid-19 e até mesmo com confirmação que não cumprem o isolamento, o que resulta na propagação da doença.  

Devido a estes fatos e as medidas de flexibilização das atividades econômicas e sociais, o órgão vê necessário a adoção de medidas para mitigar a transmissão do coronavírus.  

Promotora destaca que o uso de máscaras é uma medida importante para prevenir a infecção, sendo recomendada pelas secretarias municipal e estadual de Saúde, Ministério da Saúde e Organização Mundial da Saúde.

Prefeitura e Secretaria Municipal de Saúde (Sesau) têm o prazo de dez dias para informar se acolhe a recomendação e as quais as providências efetivamente realizadas.

 

Felpuda


Pré-candidatos que em outras eras cumpriram mandato e hoje sonham em voltar a ter uma cadeira para chamar de sua estão se esmerando em apresentar suas folhas de trabalho. O esforço é grande para mostrar os serviços prestados, mas estão se esquecendo que a cidade cresceu, os problemas aumentaram e aquilo que já foi tido como grande benefício hoje não passa da mais simples obrigação diante do progresso e das novas exigências legais. Assim sendo...