Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

LUTO

Incentivadora dos estudos sobre a Gruta do Lago Azul, morre Lélia Rita, aos 85 anos

Lélia foi responsável pelas primeiras iniciativas que resultaram no tombamento e proteção das grutas de Bonito
24/08/2020 17:20 - Fábio Oruê


Morreu no último domingo (23), aos 85 anos, a campo-grandense Lélia Rita Euterpe de Figueiredo, que foi a precursora dos estudos sobre as grutas em Bonito. O falecimento foi confirmado por sua filha, Dora Ribeiro, mas a causa da morte não foi informada. 

Lélia foi responsável pelas primeiras iniciativas e estudos que resultaram no tombamento e proteção das grutas de Bonito, em especial a do Lago Azul, até então desconhecidas na década de 1980, sendo fundamental para as bases do turismo no município. 

Além disso, atuou em diversas áreas culturais e artísticas de Mato Grosso do Sul e realizou programa e projetos de Levantamento do Patrimônio Histórico, cultural e artístico do Estado.

Lélia Rita também presidiu a Associação de Artistas Plásticos, como fotógrafa, tendo idealizado e executado programa de Expedição Cultural/ Artística, itinerando por várias cidades e estados do Brasil e aldeias indígenas, integrando os mais diversos setores de vida cultural e artística, para revelar e difundir MS e sua bela natureza.

Também ocupava a cadeira de número 27 da Academia Sul-Mato-Grossense de Letras e pertencia à Associação Brasileira de Críticos de Arte.

Confira abaixo, um texto escrito pelo geólogo Paulo Boggiani, sobre as contribuições de Lélia para o Estado:

"Lélia Rita havia intercedido para a compra das duas grutas pelo Governo do Estado de Mato Grosso do Sul, as quais ficaram sob a responsabilidade da Empresa de Turismo de Mato Grosso do Sul - MSTUR. Naquela época, não havia definição da propriedade de cavidades naturais subterrâneas, as quais, atualmente, são consideradas pertencentes à União, pela Constituição Federal.

Dada à sua preocupação pelas grutas, Lélia Rita, como Diretora do Departamento de Cultura de Mato Grosso do Sul, da Secretaria de Desenvolvimento Social, providenciou o primeiro mapa da Gruta do Lago Azul. Imaginem a surpresa do topógrafo contratado para isso, ao chegar na gruta com seu teodolito. Ai coube a ele, Elcínio Silveira Cavalheiro, posicionar seu tripé em proeminência na entrada da gruta e fazer visadas até o seu interior.

Ainda em 1982, Lélia Rita apresentou ao IPHAN o projeto Preservação e Adequado Manejo Turístico das Grutas de Bonito. O projeto proposto por ela foi aprovado pelo IPHAN em 1984 e coordenado pelo arquiteto Clayton Ferreira Lino, o qual, juntamente com equipe técnica multi e interdisciplinar, desenvolveu levantamentos topográficos mais detalhados das grutas e apresentou as diretrizes para um plano de manejo turístico da região (Projeto Grutas de Bonito - 1984), o que, de uma certa forma, lançou as bases para o desenvolvimento do turismo em Bonito e preservação de suas cavernas."

 
 

Felpuda


Figurinha está trabalhando intensamente para tentar eleger a esposa como prefeita de município do interior.

Até aí, uma iniciativa elogiável. Uns e outros, porém, têm dito por aí que seria de bom tom ele não ensinar a ela, caso seja eleita, como tentar fraudar folha de frequência de servidores. 

Afinal, assim como ele foi flagrado em conversa a respeito com outro colega, não seria nada recomendável e poderia trazer sérias consequências. Só!