Clique aqui e acompanhe o resultado das Eleições 2020

PESAR

Morre uma das onças-pintadas resgatadas nas queimadas da Serra do Amolar, no Pantanal

A segunda continua sedada e segue sendo assistida pelas equipes do CRAS
03/11/2020 17:37 - Da Redação


Uma das duas onças-pintadas resgatadas na região da Serra do Amolar, no Pantanal, com queimaduras de segundo e terceiro graus nas patas, não resistiu e faleceu, menos de duas horas após dar entrada no Centro de Reabilitação de Animais Silvestres (CRAS). 

Como o Correio do Estado informou a pouco, as onças chegaram a Campo Grande porque estavam debilitadas e desidratadas, e precisavam de atendimento para se reabilitarem à vida animal. 

O veterinário Lucas Cazati, responsável técnico do CRAS, disse que a causa da morte só será confirmada após a realização da necropsia, na manhã dessa quarta-feira.

Os dois machos são mais um na incontável lista de animais silvestres afetados pelas queimadas recordes no região. De acordo com o Laboratório de Aplicações de Satélites Ambientais (Lasa), do Departamento de Meteorologia da Universidade Federal do Rio de Janeiro, até o ápice da crise, no final de setembro, cerca de 21% do bioma já havia queimado.

Estudos conduzidos por pesquisadores da Universidade Federald e Mato Grosso (UFMT), que monitoram a crise no Pantanal, estimam que 20 da biodiversidade do bioma foi devastada pela falta de controle. 
Segundo comunicado oficial, as onças foram vistas próximas ao rio Paraguai em condições precárias, uma não conseguia andar. A equipe que trabalha no resgate de animais no Pantanal foi chamada e conseguiram fazer a sedação, e o transporte até Campo Grande foi feito numa aeronave das FAB (Força Aérea Brasileira).

Os animais chegaram bastante sedados e passaram por exames clínicos que mostraram qualidades vitais estão boas: respiração, frequência cardíaca e temperatura. Foram medicadas com anti-inflamatório, antibiótico e analgésico, e também receberam hidratação intravenosa. Logo após o resgate, ainda no Pantanal, os ferimentos nas patas foram tratados com pomadas e enfaixados.

Eram duas onças macho ainda jovens, com menos de dois anos de idade, calcula Cazati. Devem pesar cerca de 70 quilos; na fase adulta um macho pode passar de 100 quilos. A segunda onça continuava sedada até o fechamento dessa matéria, por volta das 17h, e as condições clínicas pareciam estáveis. O CRAS deve liberar boletim informando sobre o estado de saúde dela na manhã dessa quarta-feira (4).

 
 

Felpuda


Embora tenha manifestação de que não haverá mudanças na administração municipal que se iniciará dia 1º de janeiro, o que se ouve por aí é que a realidade não seria bem assim.

Alguns setores deverão passar por alterações, como forma de se azeitar engrenagens que estariam deixando a desejar. 

O Diário Oficial, a partir daquela data, deverá ser a publicação mais lida a cada manhã.