Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

INTERIOR

Número de casos de Covid-19 na região de Paranaíba mais que dobram, aponta estudo

Os municípios apresentaram aumento no nível de alerta da classificação da equipe
29/08/2020 09:31 - Gabrielle Tavares


Pesquisadores que compõem a Rede Geográfica da Covid-19 em Mato Grosso do Sul divulgaram relatório que mostra a microrregião de Paranaíba com significativo aumento da disseminação de casos da covid-19.  

A região, composta pelos municípios de Cassilândia, Aparecida do Taboado, e Inocência, apresentou aumento na classificação da equipe em relação ao nível de alerta, no período de 8 a 22 de agosto.

Segundo o relatório, Aparecida do Taboado registrou 242 novos casos entre 8 a 22 de agosto, com aumento de 123%. Cassilândia teve aumento de 91%, registrando 80 novos casos no período. Já o município de Paranaíba e de Inocência registraram aumento de 43% e 20%, respectivamente.

Com os aumentos, o município de Aparecida do Taboado passou do nível de alerta três, para quatro, e Cassilândia de dois, para três.

As análises são resultados do estudo realizado por pesquisadores e acadêmicos da Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (UFMS), Universidade Federal da Grande Dourados (UFGD) e Universidade Federal do Oeste da Bahia (UFOB).

 
 

De acordo com os pesquisadores, a grande preocupação é o aumento dos indicadores de morbimortalidade, relação que reúne a morbilidade - taxa de portadores da doença em relação à população total – e a mortalidade - índice demográfico do número de mortes registradas pelo coronavírus.

“Em todo esse período que analisamos, Aparecida do Taboado e Paranaíba apresentaram crescimento significativo e constante nos níveis de alerta. Já Inocência e Cassilândia apresentaram crescimento, um tímido recuo e voltaram a crescer novamente de 15 a 22 de agosto”, explica um dos pesquisadores, Mauro Henrique da Silva.

Outro alerta vai para a letalidade pela covid-19, que se apresenta elevada nos quatro municípios da microrregião de Paranaíba, acima da média estadual nos municípios de Aparecida do Taboado e de Cassilândia e mais que o dobro da taxa estadual em Inocência.

“As medidas relacionadas ao enfrentamento do avanço da doença devem ser tratadas de forma coletiva entre os municípios da microrregião de Saúde de Paranaíba, e ainda, entre todos os demais municípios da Macrorregião de Saúde de Três Lagoas, considerando os aspectos territoriais e geográficos da região leste do estado de Mato Grosso do Sul”, afirmam.

No relatório, os pesquisadores afirmam que esses níveis de alerta apresentados são válidos para o período de 26 a 1 de setembro, devido à dinâmica populacional, aos decretos, à alocação de serviços de saúde e profissionais e as demais variáveis que interferem na disseminação do coronavírus.

 

Felpuda


Figurinha está trabalhando intensamente para tentar eleger a esposa como prefeita de município do interior.

Até aí, uma iniciativa elogiável. Uns e outros, porém, têm dito por aí que seria de bom tom ele não ensinar a ela, caso seja eleita, como tentar fraudar folha de frequência de servidores. 

Afinal, assim como ele foi flagrado em conversa a respeito com outro colega, não seria nada recomendável e poderia trazer sérias consequências. Só!