Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

BOLETIM

Mato Grosso do Sul chega a 56 mortes por Covid-19; 9ª em 24 horas

Estado bateu novo recorde de casos confirmados em um dia
23/06/2020 12:39 - Adriel Mattos


A Secretaria de Estado de Saúde (SES) anunciou na tarde desta terça-feira (23) a 56ª morte por Covid-19, doença causada pelo novo coronavírus. Esse é o 9º óbito registrado nas últimas 24 horas.

Trata-se de um homem de 70 anos, residente de Ponta Porã. Sofria de diabetes e insuficiência renal crônica. Estava internado desde 11 de junho no Hospital Regional de Ponta Porã e faleceu hoje.

OUTRAS MORTES

No boletim epidemiológico divulgado nesta manhã, a SES registrou oito óbitos até as 10h30. Uma delas é de uma mulher de 40 anos, moradora de Glória de Dourados. Renal crônica, ele havia sido diagnosticada no dia 8 e morreu no domingo (21).

Também renal crônica, uma idosa de 74 anos apresentou os primeiros sintomas em Vicentina na última quarta-feira (17) e faleceu no dia seguinte. A terceira morte foi de um idoso de 64 anos, que residia em Dourados. Diabético, ele recebeu o diagnóstico no dia 9 e veio a óbito ontem, segunda-feira (22).

Corumbá registrou a quarta e quinta mortes: um homem de 50 anos - que tinha hipertensão e diabetes - morreu ontem, após apresentar os sintomas no dia 15. Também com diagnóstico da semana passada, uma mulher de 44 anos faleceu hoje, e tinha diabetes, hipertensão e obesidade.

Dourados registrou a 53ª morte, que também ocorreu hoje. A vítima era uma idosa de 74 anos, cardiopata e diabética. Em Guia Lopes da Laguna, morreu ontem um idoso de 86 anos, hipertenso. E hoje, Corumbá registrou outro óbito. Diabética, uma mulher de 29 anos também morreu hoje.

Sendo assim, o Estado contabiliza 13 óbitos em Dourados (sendo 1 que morreu em Tocantins), 8 óbitos em Campo Grande, 5 em Três Lagoas, 5 em Corumbá, 3 em Itaporã, 2 em Batayporã, 2 em Paranaíba, 2 em Rio Brilhante, 2 de Brasilândia, 2 em Guia Lopes da Laguna, 1 em Vicentina (também ocorrido no Estado de São Paulo), 1 em Iguatemi, 1 em Sidrolândia, 1 em Ponta Porã, 1 em Douradina, 1 em Deodápolis e 1 em Anastácio.

 
 

BOLETIM

Campo Grande confirmou nesta terça-feira (23) mais 126 novos casos de Covid-19. É a segunda vez que a capital de Mato Grosso do Sul registrou essa quantidade de casos, quando o balanço de 11 de junho saltou para 560 confirmações.

Durante transmissão ao vivo do Governo do Estado na rede social Facebook, o secretário de estado de Saúde, Geraldo Resende, destacou que o estado bateu novo recorde de confirmações. “São 393 casos num só dia. É um número expressivo que mostra que a população não tem colaborado com o isolamento. Temos mais oito mortes. Em um dia, tivemos o mesmo número que todo o mês de abril”, relatou.

Resende mais uma vez alertou para o aumento no número de casos. “Parte desses 393 contaminados vão exigir leitos. Não adianta criar novos leitos se não tivermos cessado esse crescimento exponencial”, disse.

 
 

DADOS

Hoje, Mato Grosso do Sul chegou a 5.784 casos. Entre ontem e hoje, mais 393 casos foram confirmados. Desses novos casos, 135 foram registrados em Dourados, 126 em Campo Grande, 19 em Corumbá, 13 em São Gabriel do Oeste, 11 em Costa Rica, dez em Ponta Porã, oito em Vicentina e sete em Chapadão do Sul.

Cassilândia e Naviraí confirmaram mais seis casos cada. Rio Brilhante, Mundo Novo, Amambai, Ivinhema e Jateí registraram novos quatro casos. Nova Alvorada do Sul confirmou mais três casos.  

Já Itaporã, Ladário, Fátima do Sul, Novo Horizonte do Sul, Douradina e Sonora registraram dois novos cada. E Brasilândia, Corguinho, Deodápolis, Glória de Dourados, Iguatemi, Bataguassu, Guia Lopes da Laguna, Ribas do Rio Pardo, Selvíria e Terenos confirmaram um novo caso cada.

Procedimento que já é comum, Juti eliminou um caso cada da base de dados. Isso acontece quando as autoridades locais identificam que o paciente apenas recebe atendimento na cidade e reside em outro local.

Mais 105 pessoas se recuperaram da Covid-19, totalizando 2.893. 158 pacientes estão internados, sendo 85 em leitos clínicos e 76 em Unidades de Terapia Intensiva (UTI). Portanto, em 24 horas, mais dez pessoas foram internadas no Estado. Há ainda três pacientes de outros estados sendo tratados em Mato Grosso do Sul, mas não contabilizadas oficialmente pela Secretaria de Estado de Saúde (SES).

Dessas 85 pessoas em leitos clínicos, 53 estão em leitos públicos. As outras 30 estão em hospitais privados, e outros dois paranaenses ocupam vagas em unidades particulares.

Entre os 76 internados em UTI, 48 ocupam leitos públicos e 28 pessoas estão em hospitais privados. Com isso, a taxa de ocupação de leitos clínicos exclusivos para Covid-19 é de 17% e dos de UTI é de 31%.  

Considerando o total geral de leitos e internações por outras doenças, a macrorregião de Corumbá está com 80% da capacidade ocupada. Dos 20 leitos, metade tem pacientes em tratamento contra outras doenças, 25% foram diagnosticados com Covid-19 e 5% estão com suspeita.

Já a macrorregião de Campo Grande está com 71% dos leitos ocupados. São 212 unidades, sendo 60% com pessoas com outras doenças, 9% contaminados pelo vírus e 2% com suspeita. A região de Dourados tem 102 leitos e 54% estão ocupados. E a macrorregião de Três Lagoas tem 35% de leitos ocupados, de um total de 35.

 

Felpuda


Candidato a prefeito de cidade do interior foi buscar “inspiração” para elaborar seu programa de governo.

Assim, não se fez de rogado em beber da fonte de prefeito que tenta a reeleição em município da Bahia.

O dito-cujo cá dessas bandas copiou as propostas e vinha as apresentando como sendo de sua autoria.

A população já descobriu o plágio e ainda aguarda uma explicação.

Se não houver, as urnas certamente a darão.