Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

COVID-19

Com baixo isolamento, MS pede a curados que contem suas histórias

Com isso, Secretaria de Saúde quer aumentar taxa de isolamento social no Estado
23/05/2020 15:15 - Daiany Albuquerque


 

A Secretaria de Estado de Saúde (SES) quer que os infectados pelo novo coronavírus de Mato Grosso do Sul e que já foram curados da doença, contem sobre sua experiência durante o período que passou doente. A ideia é que esses relatos incentivem a população a permanecer em casa e assim aumentar as taxas de isolamento social.

O Estado registrou na sexta-feira (22) taxa de isolamento de apenas 37,7%, conforme divulgação do Governo. O índice foi o mesmo mantido ao longo desta semana que mapeou as seguintes taxas: 38,1% (segunda-feira), 37,5% (terça), 36,5% (quarta) e 36,7% (quinta).

Apesar de manter os dados baixos, o Estado subiu três posições em relação a outras unidades da federação e com esses dados ocupa o 23º lugar no ranking nacional que mede a taxa de isolamento social. Mato Grosso do Sul está à frente de Minas Gerais (36,8), Mato Grosso (36,6), Tocantins (36,2) e Goiás (35,5).

Para a secretária-adjunta da SES, Christinne Maymone, essas pessoas têm papel importante na conscientização da população. “O nosso apelo é que você testemunhe às pessoas ao seu redor, aos seus amigos, aos seus familiares, por meio das redes sociais, o quanto é difícil estar com essa doença e quanto você percebe que é grave essa doença. Com o seu testemunho esperamos que você possa nos ajudar a que as pessoas mantenham o isolamento domiciliar para os casos que estão experienciando a doença e que você também possa estimular os seus amigos e a sua rede de contatos, porque se manter em casa essa é a nossa única vacina nesse momento”.

A ideia de Maymone é criar “uma corrente” para estimular as pessoas a aderirem ao distanciamento social, principalmente neste momento, quando o número de casos do Estado tem crescido de forma exponencial todos os dias. “Você e sua família hoje são chamados a nos ajudar nesse momento para que nós consigamos melhorar as taxas de isolamento, que estão cada vez menores no estado de Mato Grosso do Sul”.

O índice recomendado pelo Ministério da Saúde e Organização Mundial de Saúde (OMS) é de 60% a 70%, como a única maneira eficaz de conter a rápida disseminação do novo coronavírus. Ao longo desta semana, esses dados baixos de isolamento tiveram reflexo na média diária de casos da Covid-19, que passou a 50 novos infectados.

“Isolamento social, medidas de higiene, etiqueta social e uso de máscaras serão fundamentais no enfrentamento dessa doença. Se aqui há menos casos do país, é resultado de um conjunto de ações que possibilitaram que chegássemos a esse controle da doença”, afirmou o secretário estadual de saúde, Geraldo Resende, durante apresentação dos dados deste sábado do novo coronavírus.

BOLETIM

Nas últimas 24 horas, Mato Grosso do Sul teve um acréscimo de 53 novos casos da doença. A maior parte foi em Guia Lopes da Laguna, com 23 casos confirmados de sexta-feira para este sábado. Com esses novos episódios o município já contabiliza 144 infectados.

Outros 13 casos foram confirmados em Bonito, cidade da mesma região de Guia Lopes. A principal cidade turística do Estado já tem 30 casos confirmados, até a manhã deste sábado. Ao todo o Estado tem 858 casos confirmados da doença.

 

Felpuda


Comentários maldosos nos meios políticos dão conta que duas figurinhas que se rebelaram contra os próprios colegas poderão ficar no sereno político e, de forma indireta, serem personagens das próprias manifestações.

Um deles defendeu a redução do número de vereadores, e o outro disse ter vergonha de exercer o cargo. Agora enfrentam altos e baixos na campanha eleitoral.