Clique aqui e veja as últimas notícias!

PANDEMIA

Mato Grosso do Sul é o segundo estado com mais casos de Covid-19 no sistema prisional

Estado só fica atrás de São Paulo em número de presos diagnosticados com a doença
01/10/2020 10:33 - Glaucea Vaccari


Mato Grosso do Sul é o segundo estado do Brasil com maior número de presos diagnosticados com a Covid-19, de acordo com levantamento divulgado pelo Conselho Nacional de Justiça (CNJ).

Segundo o boletim semanal, Mato Grosso do Sul tem 1.922 casos confirmados no sistema prisional e uma morte pela doença entre os detentos.

Estado fica atrás apenas de São Paulo, que 7.827 casos e 27 óbitos.

Já com relação aos casos confirmados entre os servidores do sistema penitenciário, Mato Grosso do Sul soma 195 casos e nenhuma morte pelo coronavírus.

Entre os adolescentes infratores, são dez casos confirmados entre os que cumprem medidas socioeducativas e seis de servidores do sistema socioeducativo.

O CNJ afirma que apresentar um dos maiores números absolutos de casos registrados não necessariamente significa que o Estado tem a situação mais alarmante.

Isto porque o número absoluto pode refletir aspectos como maior quantitativo de pessoas presas, ação de políticas de testagem em massa que diagnosticam casos mesmo entre assintomáticos, e a regularidade quanto à atualização e a divulgação dos dados.

Desde o início da pandemia, foram realizados 2.074 testes em pessoas privadas de liberdade e 292 em servidores do sistema prisional no Estado.  

Também foram feitos 92 testes em adolescentes infratores que cumprem medidas socioeducativas e 96 em servidores deste sistema.  

Conforme a Agência Estadual de Administração do Sistema Penitenciário (Agepen), antes da entrada nos presídios, todos os novos custodiados passam por triagem preliminar. 

Em casos de suspeita de Covid-19, os internos recebem atendimento médico e são isolados dos demais, caso seja necessário.

No Estado, o Poder Judiciário tem destinado verbas de penas pecuniárias ao enfrentamento à pandemia, que incluem recursos para a prevenção da Covid-19 em presídios.  

Em Mato Grosso do Sul, R$ 120 mil, oriundos da retenção de 10% de recursos do trabalho de presos, foi repassado a Agepen para compra de Equipamentos de Proteção Individual (EPIs) e materiais de limpeza e higiene.

 O boletim do CNJ sobre contágios e mortes por Covid-19 é publicado todas as quartas-feiras, a partir de informações dos poderes públicos locais e ocorrências informadas ao Departamento Penitenciário Nacional (Depen).