Clique aqui e veja as últimas notícias!

COVID-19

Ministério da Saúde envia nota técnica para o estado orientando sobre variante da Covid-19

O documento informa a necessidade do monitoramento e estudo de casos graves
03/02/2021 18:30 - Thais Libni


O Ministério da Saúde enviou as secretarias de estado de Saúde (SES), uma nota técnica com recomendações quanto à nova variante do SARS-CoV-2 no Brasil.

O documento foi compartilhado com todos os estados brasileiros, e tem como objetivo a conscientização da necessidade de estudos e controle de casos da variante.  

Algumas mutações ou combinações mutáveis que podem fornecer ao vírus maior transmissibilidade ou capacidade de evadir respostas imunes do hospedeiro.  

Últimas Notícias

Conforme informa as orientações, apresentadas no documento, a cepa do vírus é preocupante e deve ser monitorada.

"Estas variantes de atenção (VOC) são consideradas preocupantes devido às mutações que podem conduzir ao aumento da transmissibilidade e ao agravamento da situação epidemiológica nas áreas onde forem identificadas. Desta forma, a vigilância de síndromes respiratórias, com especial atenção para a vigilância genômica, é importante para a saúde pública no enfrentamento da covid19", detalha o documento. 

Até o dia 28 de janeiro de 2021, duas principais linhagens estavam circulando no Brasil, 35% B.1.1.33 (1.033) e 32% B.1.1.28 (925), ambas sem alterações significavas na proteína Spike (S).  

Conforme o documento aponta, a nova variante P.1 da linhagem B.1.1.28 foi identificada em casos da Covid-19 em Manaus, São Paulo e Pará.  

Para entender a nova variante o ministério da saúde encaminhou uma equipe de profissionais da vigilância em saúde para apoiar o estado do Amazonas, na investigação epidemiológica.  

Ademais, está investindo recursos financeiros para ampliar, de forma emergencial, a capacidade para realização de sequenciamento genético no país.  

Recomendações  

  • Alertar as pessoas provenientes de áreas com incidência significativamente mais elevada da variante (VOC) para o reforço das medidas de prevenção recomendadas pelo Ministério da
  • Saúde, como utilização de máscara, etiqueta respiratória e higiene das mãos, evitar aglomerações e, em caso de apresentar sintoma de covid-19, procurar uma unidade de saúde para avaliação clínica/testagem e realizar isolamento conforme orientação da equipe de saúde assistente.  
  • Realizar vigilância laboratorial com planejamento de sequência direcionada e representativa de casos comunitários para detectar precocemente e monitorar a incidência da variante;
  • Intensificar o acompanhamento dos resultados de indivíduos com ligação epidemiológica a áreas com incidência significativamente mais elevada da variante, em especial quando for realizado sequenciamento das amostras de tais casos;
  • Intensificar o rastreamento de contatos e o isolamento de casos suspeitos e confirmados da variante;
  • Recomendar que se evitem todas as viagens não essenciais, em particular para áreas com uma incidência significativamente elevada da variante.  
  • Notificar imediatamente possíveis casos de reinfecção. 

Notificação compulsória imediata

Síndromes respiratórias agudas grave associadas ao coronavírus devem ser notificadas aos estabelecimentos de saúde do município, estado e distrito federal.  

Formulário de notificação imediata, disponível

E-mail: notifica@saude.gov.br ou Telefone: 0800 - 644 – 6645  

Assine o Correio do Estado