Clique aqui e acompanhe o resultado das Eleições 2020

BOLETIM EPIDEMIOLÓGICO

Em alta constante, Mato Grosso do Sul registra 785 novos casos de coronavírus neste domingo

Foram quatro óbitos registrados de ontem para hoje no Estado, dois em Corumbá e dois em Campo Grande
22/11/2020 13:16 - Gabrielle Tavares


Mato Grosso do Sul registrou 785 novos casos do coronavírus nas últimas 24 horas. O número de infectados, que voltou a crescer consideravelmente na última semana, já chega a 92.467, de acordo com o boletim epidemiológico da Secretaria de Estado de Saúde, do Governo do Estado, deste domingo (22).

Desse total, 83.233 sul-mato-grossenses. Estão recuperados, 7.221 estão em isolamento domiciliar, enquanto 291 pessoas estão internadas, sendo 171 em leitos clínicos (86 públicos e 85 na rede privada) e 120 em leitos de UTI (sendo 71 públicos e 49 pela rede privada).

Os leitos da macrorregião de Campo Grande estão 77% ocupados, sendo 22% com pacientes internados pela Covid-19, 3% com a suspeita e 52% por outras doenças.

Já a macrorregião de Dourados apresenta 62% de ocupação. A maioria dos internados, 42%, foram hospitalizados por outras doenças, 9% estão com a Covid-19 e 11% está com suspeita.

São 1.397 amostras em análise no Lacen-MS, número que havia abaixado e também voltou a subir. Já os casos sem encerramento pelos municípios chegam a 3.930.

Óbitos

Ainda de acordo com o boletim epidemiológico, foram quatro óbitos notificados de ontem para hoje. Com a nova atualização, o número de pessoas que perderam a vida para o coronavírus chega em 1.722 no Estado.

Dois deles foram em Corumbá, um homem de 35 anos com paralisia cerebral e uma mulher 54 anos, com imunodeficiência/imunodepressão.

Também foram duas mortes em Campo Grande. Um homem de 72 anos, que sofria de hipertensão, e uma mulher de 38, com diabetes e obesidade.

 
 

Felpuda


Ex-petista de quatro costados, que acabou se aboletando em outro partido já há algum tempo, decidiu se submeter mais uma vez às urnas na tentativa de voltar a comandar cidade do interior de Mato Grosso do Sul. O eleitorado não botou fé e decidiu reeleger o atual prefeito.

Agora, há quem diga que o dito-cujo, que é fã de Carnaval, já pode ir preparando sua fantasia: “palhaço das perdidas ilusões”. Ô maldade!