Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

CORREDOR DO TRÁFICO

MS teve pelo menos 12,8 toneladas de maconha apreendidas no últimos quatro dias

Em uma apreensão, caminhão levava mais de 8 toneladas da droga
05/05/2020 14:46 - Fábio Oruê


 

Fronteira seca com Paraguai e Bolívia, Mato Grosso do Sul é usado como corredor do tráfico de drogas por traficantes para levar os ilícitos para outros estado do País. Por conta disso, só nos primeiros quatro dias de maio, as autoridades policiais já apreenderam 12,8 toneladas de maconha e derivados nas rodovias do Estado. 

A maior apreensão do mês aconteceu ontem, onde um caminhão Mercedes Benz 1113, de cor branca e placas falsas de Naviraí estava carregado com 8,5 mil de maconha, a rodovia MS-180, região de Itaquiraí. 

Policiais Militares do Departamento de Operações de Fronteira (DOF) realizaram patrulhamento, momento em que visualizaram o caminhão que seguia pela rodovia tendo um veículo Fiat Palio à sua frente. No momento da abordagem, o condutor e passageiro do Fiat Palio tentaram fugir, mas foram abordados pelos policiais. Dois ocupantes do caminhão também tentaram fugir, porém, o condutor foi detido.

A comunicação entre os ocupantes do Palio e do caminhão se dava através de rádios de comunicação instalados nos veículos. Os ocupantes do Fiat Palio foram contratados como batedores de estrada para repassar informações sobre o policiamento da rodovia aos ocupantes do caminhão.

O condutor do caminhão, de 24 anos, disse que trouxe o entorpecente de Capitán Bado (PY) até a cidade de Amambai, e de lá levaria o caminhão até Naviraí. O destino provável da droga seriam os estados do Paraná, São Paulo e Minas Gerais.

A ação ocorreu em virtude da Operação Hórus, do Ministério da Justiça e Segurança Pública, durante uma operação conjunta com uma equipe da Força Tática do 12º Batalhão Polícia Militar e uma equipe da Polícia Federal (PF).

 
 

No bojo da Operação Tupã, a Polícia Rodoviária Federal (PRF) apreendeu 4,3 toneladas de maconha nos três dias de ação nas rodovias federais que cortam o Estado. Em uma única batida, os federais apreenderam 3,7 toneladas da droga e 51 kg de Skunk - a supermaconha - em Sidrolândia. 

A equipe de policiais abordou o veículo Volkswagen 16.220, de placas de Campo Grande, na BR-060. O veículo era conduzido por um homem de 31 anos, que afirmou estar transportando uma carga de ração, porém não apresentou a nota fiscal da carga e aparentou um nervosismo exagerado com a abordagem.

O suspeito disse que pegou o caminhão na região de Maracaju a pedido de um amigo para levá-lo até a Capital, onde receberia R$ 5 mil pelo transporte. Ele disse também que era acompanhado por um Gol, para dar auxílio no transporte. O veículo mencionado foi abordado pela PRF, e também tinha placas de Campo Grande, sendo conduzido por um homem de 48 anos. Questionado, o mesmo disse que foi contratado pelo proprietário do caminhão e que havia ajudado o motorista do caminhão na troca de um pneu.

 

Felpuda


É quase certo que a aposentadoria deverá ocorrer de maneira mais rápida do que se pensava em determinado órgão. O que deveria ser a tal ordem natural dos fatos acabou sendo atropelada por acontecimentos considerados danosos para a imagem da instituição. Os dias estão passando, o cerco apertando e já é praticamente unanimidade de que a cadeira terá de ter substituto. Mas, pelo que se ouve, a escolha não deverá ser com flores e bombons de grife.