Clique aqui e veja as últimas notícias!

PROSSEGUIR

Campo Grande mantém bandeira laranja e MS volta a ter município em risco extremo

Prosseguir recomendou que cidade na bandeira cinza mantenha apenas atividades essenciais
05/11/2020 12:01 - Glaucea Vaccari


Mato Grosso do Sul voltou a ter município em grau de risco extremo para a Covid-19, após quase dois meses sem nenhuma cidade nessa classificação.

Piora nos índices relacionados ao enfrentamento ao coronavírus levaram Porto Murtinho a entrar na bandeira cinza. A cidade estava anteriormente na bandeira vermelha.

Boletim com atualização do Programa de Saúde e Segurança da Economia (Prosseguir) foi divulgado nesta quinta-feira (5).

Mapa situacional apresenta dez municípios na faixa de risco tolerável (bandeira amarela), 56 no risco médio (laranja), 11 no grau de risco alto (vermelha) e um no grau de risco extremo (cinza).  

Dos 79 municípios do Estado, 56 estão no grau de risco médio, que é classificado como bandeira laranja, incluindo Campo Grande, que manteve a classificação do boletim anterior.

“Mato Grosso do Sul predominantemente se classifica em grau moderado, ou seja, com recomendações de abrir atividades essenciais e não essenciais de baixo risco, não podemos atividades de alto risco, que são atividades que causam aglomeração”, disse a secretária adjunta de Saúde, Christine Maymone.

Não há nenhuma cidade no grau baixo, que permite a abertura de todas as atividades, sem restrições.

Para cada classificação, são encaminhadas recomendações aos municípios sobre quais atividades podem ou não ser realizadas, mas os prefeitos têm autonomia para a adoção ou não das medidas.

Para gerar a classificação, são avaliados indicadores que vão de disponibilidade de leitos de UTI e de testes até se cidade está na divisa com estado que tenha aumento de casos, entre outros. 

Até esta quinta-feira, Mato Grosso do Sul soma 83.616 casos confirmados de Covid, com 78.380 já recuperados, e 1.629 óbitos desde o início da pandemia.