Clique aqui e acompanhe o resultado das Eleições 2020

PROSSEGUIR

Campo Grande mantém bandeira laranja e MS volta a ter município em risco extremo

Prosseguir recomendou que cidade na bandeira cinza mantenha apenas atividades essenciais
05/11/2020 12:01 - Glaucea Vaccari


Mato Grosso do Sul voltou a ter município em grau de risco extremo para a Covid-19, após quase dois meses sem nenhuma cidade nessa classificação.

Piora nos índices relacionados ao enfrentamento ao coronavírus levaram Porto Murtinho a entrar na bandeira cinza. A cidade estava anteriormente na bandeira vermelha.

Boletim com atualização do Programa de Saúde e Segurança da Economia (Prosseguir) foi divulgado nesta quinta-feira (5).

Mapa situacional apresenta dez municípios na faixa de risco tolerável (bandeira amarela), 56 no risco médio (laranja), 11 no grau de risco alto (vermelha) e um no grau de risco extremo (cinza).  

Dos 79 municípios do Estado, 56 estão no grau de risco médio, que é classificado como bandeira laranja, incluindo Campo Grande, que manteve a classificação do boletim anterior.

“Mato Grosso do Sul predominantemente se classifica em grau moderado, ou seja, com recomendações de abrir atividades essenciais e não essenciais de baixo risco, não podemos atividades de alto risco, que são atividades que causam aglomeração”, disse a secretária adjunta de Saúde, Christine Maymone.

Não há nenhuma cidade no grau baixo, que permite a abertura de todas as atividades, sem restrições.

Para cada classificação, são encaminhadas recomendações aos municípios sobre quais atividades podem ou não ser realizadas, mas os prefeitos têm autonomia para a adoção ou não das medidas.

Para gerar a classificação, são avaliados indicadores que vão de disponibilidade de leitos de UTI e de testes até se cidade está na divisa com estado que tenha aumento de casos, entre outros. 

Até esta quinta-feira, Mato Grosso do Sul soma 83.616 casos confirmados de Covid, com 78.380 já recuperados, e 1.629 óbitos desde o início da pandemia.

 
 

Classificação de risco

Grau extremo - bandeira cinza

  • Porto Murtinho

Grau alto - bandeira vermelha 

  • Anastácio
  • Aquidauana
  • Bonito
  • Caarapó
  • Camapuã
  • Dourados
  • Itaquiraí
  • Japorã
  • Maracaju
  • Miranda
  • Nova Alvorada do Sul

Grau médio - bandeira laranja

  • Água Clara  
  • Alcinópolis
  • Amambai
  • Anaurilândia
  • Angélica
  • Antônio João
  • Aparecida do Taboado
  • Aral Moreira
  • Bandeirantes
  • Bataguassu
  • Batayporã
  • Bela Vista
  • Bodoquena
  • Campo Grande
  • Cassilândia
  • Chapadão do Sul
  • Corguinho
  • Coronel Sapucaia
  • Costa Rica
  • Coxim
  • Dois Irmãos do Buriti
  • Douradina
  • Eldorado
  • Glória de Dourados
  • Guia Lopes da Laguna
  • Iguatemi
  • Inocência
  • Itaporã
  • Ivinhema
  • Jardim
  • Jateí
  • Ladário
  • Laguna Carapã
  • Mundo Novo
  • Naviraí
  • Nioaque
  • Nova Andradina
  • Paranaíba
  • Paranhos
  • Pedro Gomes
  • Ponta Porã
  • Ribas do Rio Pardo
  • Rio Brilhante
  • Rio Negro
  • Rio Verde de Mato Grosso
  • Rochedo  
  • Santa Rita do Pardo
  • São Gabriel do Oeste
  • Sete Quedas  
  • Sidrolândia
  • Sonora
  • Tacuru
  • Taquarussu
  • Terenos
  • Três Lagoas
  • Vicentina

Grau tolerável - bandeira amarela

  • Brasilândia
  • Caracol
  • Deodápolis
  • Fátima do Sul
  • Figueirão
  • Jaraguari
  • Juti
  • Novo Horizonte do Sul
  • Paraíso das Águas
  • Selvíria
 

Felpuda


Embora tenha manifestação de que não haverá mudanças na administração municipal que se iniciará dia 1º de janeiro, o que se ouve por aí é que a realidade não seria bem assim.

Alguns setores deverão passar por alterações, como forma de se azeitar engrenagens que estariam deixando a desejar. 

O Diário Oficial, a partir daquela data, deverá ser a publicação mais lida a cada manhã.