Clique aqui e acompanhe o resultado das Eleições 2020

CONSUMO DE ÁLCOOL

Mulheres são mais responsáveis e tendem a não dirigir depois de beber, aponta pesquisa

MS é o segundo estado que mais consome bebidas alcoólicas depois apenas dos gaúchos
18/11/2020 16:41 - Rodrigo Almeida


Pesquisa Nacional de Saúde alerta para alto consumo de álcool em MS. Campo Grande também tem altos índices e está na quinta posição entre as capitais. A boa notícia é que as mulheres tendem a dirigir alcoolizadas menos que os homens.

De acordo com a pesquisa divulgada pelo Instituo Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), as mulheres além de dirigir alcoolizadas menos que os homens também bebem menos no geral.

Segundo os dados divulgados nesta quarta-feira (18), as mulheres bebem e dirigem 65% menos que os homens. Além disso, outro fator preocupante é o índice de obediência às leis de trânsito.

Quanto maior a escolaridade, maior é a tendência de burlar e desrespeitar as regaras, aponta a pesquisa. 49,9 % das pessoas com superior completo desrespeitaram a legislação contra 25,7% daqueles com fundamental incompleto.

Mato Grosso do Sul está em segundo lugar no número de pessoas que consomem álcool habitualmente. Apenas atrás do Rio Grande do Sul, aponta o estudo

Os dados apontam que 714 mil pessoas afirmaram consumir bebidas alcoólicas habitualmente no estado. Outro dado que chama a atenção é o fato de o consumo aumentar à medida que a renda familiar ou pessoal aumentam.

Na faixa acima de cinco salários mínimos de renda, o índice de ingestão é de 59%, bem mais elevado que os 29% observado no grupo que recebe até R$300 mensalmente.

Indo na mesma linha, MS ainda tem alto índice de motoristas que dirigem depois de consumir bebidas alcoólicas, em 12° lugar entre as unidades federativas, afirma a pesquisa.

Acompanhe as últimas notícias do Correio do Estado

 
 

Felpuda


Embora tenha manifestação de que não haverá mudanças na administração municipal que se iniciará dia 1º de janeiro, o que se ouve por aí é que a realidade não seria bem assim.

Alguns setores deverão passar por alterações, como forma de se azeitar engrenagens que estariam deixando a desejar. 

O Diário Oficial, a partir daquela data, deverá ser a publicação mais lida a cada manhã.