Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

CHEIA

Nível do Rio Aquidauana passa do limite e deixa desabrigados

Duas famílias tiveram que ir para casa de parentes, diz Defesa Civil
14/05/2020 07:30 - Ricardo Campos Jr


 

O Rio Aquidauana subiu mais três metros durante a madrugada e já começou a desabrigar pessoas. Mario Ravaglia, coordenador da Defesa Civil daquele município, disse ao Correio do Estado que duas famílias deixaram suas casas e foram morar com os parentes até que a situação volte ao normal.

Somente nessa quarta-feira, choveu 142 milímetros na cidade. O nível da água cresceu rapidamente nesta semana.

“Anteontem ele estava em 2,35 metros. Daí amanheceu com 5,56 metros na quarta e hoje, com 7,18 metros”, disse Ravaglia à equipe de reportagem.

Contudo, segundo ele, não há previsão de novos temporais na região pelo menos até o dia 20. Em Corguinho e Rochedo, cabeceira do Rio Aquidauana, também não deve chover tão cedo. Isso vai fazer com que o nível baixe.

HISTÓRICO

A última vez que Aquidauana teve uma cheia de grandes proporções foi em 2018, quando o rio literalmente invadiu a cidade. Naquela ocasião, a água chegou a 11 metros.

Mais de 32 famílias tiveram que sair de casa. A saída pelo distrito de Piraputanga foi interditada, a ponte velha ficou submersa. O salão paroquial da Igreja Nossa Senhora das Dores foi usado como abrigo.

O 9° Batalhão de Engenharia de Combate Carlos Camisão, do Exército Brasileiro, montou verdadeira operação de guerra com passadeira, para auxiliar na travessia de pedestres.

 

Felpuda


Pré-candidato a prefeito de Campo Grande divulgou vídeo em que político conhecido Brasil afora anuncia apoio às suas pretensões. O problema é que o tal líder já andou sendo denunciado por mal feitos em sua trajetória, sem contar que o pai do dito-cujo teve de renunciar ao cargo de ministro por ter ligações nebulosas com empresa de agrotóxico. Depois do advento da internet, essa coisa de o povo ter memória curta hoje não passa de coisa “da era pré-histórica”.