Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

COVID-19 CIRCULANDO

Novos casos por coronavírus em Campo Grande confirmam transmissão comunitária no Estado

MS voltou a ter pior índice de isolamento do que a média nacional
13/04/2020 14:14 - Fábio Oruê, Ricardo Campos Jr


 

Transmissão comunitária tornou-se realidade em Mato Grosso do Sul, após dois casos confirmados da Covid-19 no Estado não puderem ser rastreados. Esse tipo de transmissão ocorre quando um paciente infectado - que não esteve nos países com registro da doença - transmite a doença para outra pessoa, que também não viajou.

Conforme divulgado pela Secretaria Estadual de Saúde (SES), os casos de coronavírus por transmissão comunitária foram registrados em uma mulher de 71 anos, que faleceu, e em um homem de 54 anos, que está internado - ambos são de Campo Grande.

Até esta segunda-feira, o Estado registra 113 casos confirmados da doença, sendo que 4 evoluíram para óbito e outros 63 são investigados.

"Esses dois casos de Campo Grande não tem nexo causal, foram transmissão comunitária. Agora precisamos de cuidado muito forte para nao termos mais transmissão. Nossa falta de isolamento hoje terá impactos nos próximos dias", disse o secretário estadual de Saúde, Geraldo Resende, em live no final da manhã de hoje (13).

De acordo com o secretário estadual de Saúde, Geraldo Resende, a estimativa é de que as notificações do novo coronavírus aumentem nesta semana em Mato Grosso do Sul. O pico de infecção deve ser registrado entre final de abril e meados de maio.

Porém , ainda sendo o método mais eficiente para impedir a proliferação do vírus, o isolamento social não foi respeitado por 43,4% das pessoas no Estado no Domingo de Páscoa (12). 

Mato Grosso do Sul voltou a ter desempenho pior do que a média nacional. O resultado brasileiro foi de 59,2% das pessoas respeitando o isolamento. Segundo divulgado pela SES, no Estado foram 56,6%.

 

Felpuda


A lista do Tribunal  de Contas de MS,  com nomes de gestores que tiveram reprovados os balanços financeiros  de quando exerceram cargos públicos,  está deixando  muitos candidatos de cabeça quente.  Conforme previsto  pelo Diálogo, adversários estão se utilizando de tais dados para cobrar, principalmente nas redes sociais, deixando alguns gestores na maior saia justa e tendo que se explicar. O eleitor, por enquanto, só observa. E dê-lhe!