Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

REVITALIZAÇÃO

Obras da Ernesto Geisel serão retomadas em agosto

Retirada de tubulação de esgoto no sentido bairro/Centro impedirá passagem de veículos; interdição deve durar 60 dias
27/07/2020 09:30 - Daiany Albuquerque


Após dez meses de paralisação por conta no atraso no pagamento pelo Governo Federal, a revitalização da avenida Ernesto Geisel deverá ser retomada na primeira semana de agosto

A obra começará pela retirada de uma tubulação de esgoto localizada na margem que fica no sentido bairro/centro da via. 

Por conta dessa intervenção, essa pista deverá ficar interditada por completo durante 60 dias.

De acordo com o titular da Secretaria Municipal de Infraestrutura e Serviços Públicos (Sisep), Rudi Fiorese, recentemente o governo federal pagou os cerca de R$ 700 mil que estavam faltando de medições feitas no ano passado e que não haviam sido depositados.

“Já está certo e a empresa está se mobilizando para começar no início de agosto os lotes 2 e 3 que estavam parados. 

Nesse trecho falta ser feito o remanejamento da tubulação, a contenção e o gabião da margem esquerda”, declarou o secretário ao Correio do Estado.

A tubulação do esgoto terá de ser modificada porque está muito próxima da margem do Rio Anhanduí e, quando forem iniciadas as escavações para a construção do gabião, a estrutura corre o risco de se romper e derramar esgoto no local.

Como é uma obra mais complexa, são 1.200 metros de tubulação de diâmetro grande, e deverá demorar cerca de 60 dias para ser concluída, por conta disso, a via será interditada por completo, mas, segundo Fiorese, vai haver rotas alternativas para os veículos.

Só depois desse processo concluído é que o local poderá passar pela qualificação prevista, com a construção do paredão de contenção de 9 metros às margens do rio e a revitalização da área, que terá ciclovia no canteiro central e recapeamento da avenida.

O trecho em questão faz parte dos segundo e terceiro lotes da obra, que ficaram sob a responsabilidade da empresa Dreno Construções – Eireli EPP. 

Esses dois lotes começam na Rua da Abolição e vão até a Rua do Aquário.

Conforme o secretário, ainda resta cerca de 40% dos R$ 48.497.999,21 orçados a serem pagos nesse trecho. 

Já no primeiro lote, o primeiro trecho da obra, que está a cargo da empresa Gimma Engenharia Ltda., e que já havia retomado a construção no ano passado, a revitalização do trecho que fica entre as ruas Santa Adélia e Abolição. 

Desse trecho pouco falta para ser feito.

 
 

Atraso

A previsão era de que a entrega da obra seria este ano, entretanto, a construção está parada desde setembro do ano passado em função do atraso no repasse de medições já realizadas e não pagas pela União. 

O valor que havia ficado em atraso era referente aos meses de julho, agosto e setembro de 2019, que totalizava cerca de R$ 3 milhões. 

Até o fim do ano passado, haviam sido investidos R$ 29.416.122,52 nos três trechos.

Por conta de fortes chuvas no início deste ano dois paredões, que não faziam parte do trecho contratado, desabaram e acabaram levando consigo parte da obra feita pela Gimma Engenharia

A recuperação dos paredões tinha previsão de conclusão para junho, entretanto, na primeira quinzena de maio, uma chuva forte abriu uma cratera nos fundos do Hospital São Julião e a equipe que estava no local teve que ser enviada para essa obra.

Recentemente as equipes retornaram para a avenida e trabalham para concluir a recuperação em 30 dias. No local, um dos paredões já foi levantado e a margem aterrada, mas, na margem sentido bairro/centro, ainda é preciso fazer todo este trabalho.

Depois que este trabalho for finalizado, ainda será feito o processo de atiramento nesse local, que é injetar concreto com aço por dentro da placa, penetrando alguns metros no solo para evitar que novos acidentes como esse voltem a ocorrer.

Já o serviço feito pela Gimma e que foi levado por conta da queda desses paredões, deverá ser refeito pela empresa, sem custos a prefeitura porque ocorreu antes da entrega do projeto. 

A previsão atual é de que a obra seja entregue em agosto do ano que vem, no aniversário da cidade.

Projeto

A revitalização da Avenida Ernesto Geisel foi iniciada em fevereiro de 2018 e abrange trecho de quase dois quilômetros da via, atravessando os bairros Coophamat, Taquarussu, Jacy e Marcos Roberto. 

O projeto prevê construção de paredões de gabião para proteger as margens da erosão e evitar o transbordamento do rio, além de drenagem, ciclovia, urbanização e recapeamento das pistas.

 

Felpuda


Candidato a vereador caiu em desgraça, pelo menos em um dos bairros de Campo Grande, ao promover comício em ginásio de esporte, com direito a ônibus lotados e espoucar de muitos fogos de artifício.

Aí dito-cujo foi alvo de muitas críticas, tanto pela zoeira causada, como por ter mandado às favas quaisquer cuidados na prevenção da Covid-19, ao promover grande aglomeração. Irresponsabilidade é pouco, hein?!