Clique aqui e veja as últimas notícias!

SANEAMENTO

Obras de esgoto devem começar apenas em 90 dias

Parceria público-privada da Sanesul com a Aegea pretende levar esgoto a 68 municípios
06/02/2021 09:16 - Rafaela Moreira


O governador Reinaldo Azambuja (PSDB) assinou nesta sexta-feira (5) contrato da parceria público-privada (PPP) com a Aegea Saneamento.

A medida tem como objetivo levar esgotamento sanitário para os 68 municípios do Estado atendidos pela empresa de Saneamento de Mato Grosso do Sul (Sanesul) no prazo de 10 anos.

Após a assinatura, terá início um período de transição de 90 dias para que os sistemas de esgotamento sanitário sejam transferidos da Sanesul à empresa privada e que as obras sejam iniciadas.

Últimas Notícias

O documento foi assinado na sede da Sanesul e contou com a presença de autoridades de todo o Estado. Conforme o Azambuja, um dos grandes méritos dessa concessão é abreviar o tempo em que a população terá acesso ao serviço de esgoto.  

“Saneamento é vida melhor, vida com qualidade. Vamos devolver aos mananciais o esgoto tratado. Além de ser uma vida melhor, além da geração de empregos. Isso é um marco extraordinário”, disse o governador.  

De acordo com o CEO da Aegea, Radamés Casseb, não haverá aumento de tarifa durante a prestação de serviço.

“Essa parceria garante muita eficiência no resultado para o cidadão e o preço não aumenta, a companhia segue a regra praticada pela Sanesul. O que tornou a Aegea vencedora desse certame é o grau de eficiência que se transforma em resultado tanto para contratante como para o usuário, o reflexo disso são tarifas mais baixas e economia na gestão do investimento”, explicou Casseb.  

Abrangência  

A expectativa é de que em até 10 anos seja concluída a universalização do esgoto no Estado. “Mato Grosso do Sul vai ser o primeiro estado do Brasil a universalizar o esgotamento sanitário. É um ganho extraordinário, exemplo para o País”, afirmou o chefe do Executivo.

O diretor-presidente da Sanesul, Walter Benedito Carneiro Júnior, destacou durante a assinatura que a PPP se trata de um “caso de sucesso”.  

“O Estado sai na frente, essa parceria já começou e pretendemos que tenha vida longa para que a população de Mato Grosso do Sul ganhe com isso. A Sanesul conta com 1.453 funcionários em todo o Estado e ninguém ficará desamparado, a companhia treinará essas pessoas e dará opção de trabalho”, afirmou.  

Águas Guariroba

A empresa Aegea é a companhia responsável pela concessionária Águas Guariroba em Mato Grosso do Sul, com serviços de abastecimento de água e esgotamento sanitário, e ganhou o direito de assumir o esgotamento da Sanesul em leilão realizado no ano passado, na bolsa de valores de São Paulo.  

Na proposta, a empresa venceu o leilão com uma proposta de R$ 1,36 por metro cúbico de esgoto, o que representou um deságio de 38,46% ante o valor máximo previsto, que era de R$ 2,21.

A Aegea já opera concessões no modelo de PPP nos estados de São Paulo, Espírito Santo e Rio Grande do Sul.

Com a medida, a empresa assume a concessão dos serviços pelo período de 30 anos e precisará aplicar entre investimentos e operações no saneamento básico do Estado, que visa beneficiar mais de 1 milhão de pessoas.

A PPP ainda prevê a universalização da coleta e do tratamento em 68 cidades do Estado atendidas pela Sanesul. Atualmente, essa cobertura é de aproximadamente 50%.