Clique aqui e veja as últimas notícias!

ASSOREAMENTO

Obra de contenção e drenagem no Córrego Joaquim Português interdita novo trecho no Parque dos Poderes

Curso d'água alimenta o lago do Parque das Nações Indígenas
26/07/2021 15:05 - Mariana Moreira


As obras de contenção de erosão na nascente do córrego Joaquim Português seguem em ritmo acelerado em Campo Grande. Nesta segunda-feira (26), novo trecho da Avenida do Poeta, no Parque dos Poderes, precisou ser interditado para novas intervenções.

Entre a rotatória do Condomínio Beirute até o Posto do Parque, sentido Governadoria/Avenida Afonso Pena, a via está bloqueada. 

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Os condutores devem se deslocar a pista contrária, dividida para dar continuidade ao tráfego no local. 

De acordo com o engenheiro responsável pela obra, Rogério Shinohara, nesta semana será realizada a continuação da rede de drenagem e a previsão de liberar a pista é até sexta-feira (30).

Obras

Orçada em R$ 4.765.214,44, com recurso do Instituto de Meio Ambiente de Mato Grosso do Sul (Imasul), as intervenções solucionarão a erosão que reflete no assoreamento do lago principal do Parque das Nações Indígenas.

A obra na cabeceira do córrego Joaquim Português ainda prevê recomposição de erosão com aterro, nova escavação na bacia de detenção que fica no outro lado da via, em frente à erosão, bueiro metálico de 65,32 m; pavimentação de 913,81 m²; passeio com acessibilidade de 56,16 m²; sinalização viária de 94,62 m² além de passivo ambiental com plantio de árvores.

O processo de desassoreamento dos lagos do Parque das Nações começou com a retirada de sentimentos do lago, em junho de 2019, sob responsabilidade da prefeitura. Lago foi esvaziado para o trabalho.

Com cinco hectares, o lago principal acumulou 115 mil metros cúbicos de areia, que foram retirados em 11 mil viagens de caminhão, enquanto no lago menor, foram retirados 15.474 metros cúbicos.

Assine o Correio do Estado