Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

OPERAÇÃO OMERTÁ

Operação Omertá ouve quatro pessoas supostamente envolvidas com o jogo do bicho

Com medo de vazamento, ações que visavam lacrar bancas de jogo do bicho foram antecipadas
23/09/2020 13:50 - Da Redação


Operação com quase um ano de vida teve mais um desdobramento nesta quarta-feira, 23. Quatro suspeitos foram levados sob custódia para prestarem depoimentos na sede do Garras (Delegacia Especializada de Repressão a Roubo a Banco, Assaltos e Sequestro”. 

De acordo com informações da operação as pessoas foram levadas para a delegacia durante ação que lacrou bancas de jogo do bicho na Capital.

Esta mesma operação é a que levou o empresário Jamil Name e o filho, Jamil Name Filho, para a cadeia em setembro de 2019.

A operação e as oitivas foram antecipadas para a quarta-feira porque as autoridades tinham receio de que vazamentos pudessem comprometer ação do Garras.

A fase 4 da operação foi deflagrada quatro dias antes de completar um ano. Com o codinome Black Cat [Gato Preto em inglês], ela desdobra as ações dos empresários que possivelmente comandavam o jogo do bicho em Campo Grande e supostos envolvimentos com milícias.

 
 

Felpuda


Questão de família acabou descambando para o lado da política, e a confusão já é do conhecimento público. 

A queda de braço tem como foco a troca de apoio político que, de um, foi para outro. Sem contar as ameaças de denúncia da figura central do imbróglio. 

A continuar assim, há quem diga que nenhum dos dois candidatos a vereador envolvidos na história conseguirá ser eleito. Barraco é pouco!