Cidades

Cidades

Orcírio prefere ver Dilma longe de Mato Grosso do Sul

Orcírio prefere ver Dilma longe de Mato Grosso do Sul

Redação

18/02/2010 - 06h40
Continue lendo...

Apesar de sair em defesa de dois palanques para o PT em Mato Grosso do Sul na disputa presidencial, o ex-governador José Orcírio dos Santos (PT) prefere ver a ministra-chefe da Casa Civil, Dilma Rousseff, longe do Estado para não ser instigada a envolver-se na disputa pelo governo estadual. Ele considera constrangedor para ministra subir no palanque do governador André Puccinelli (PMDB) e depois no seu para pedir votos. “Se ela (Dilma) tiver dois palanques aqui, então, é melhor ela (a ministra) não subir em nenhum”, opinou. Por outro lado, ele não enxerga problemas em ver PT e PMDB pedindo votos a favor da ministra na batalha pela sucessão presidencial. Na avaliação de José Orcírio, não dá para Dilma discursar em dois palanques com propostas opostas. Pela lógica partidária, a ministra, por ser petista, deveria fazer campanha em prol da candidatura de José Orcírio. Mas pode passar pelo constrangimento de ter de pedir votos também para André Puccinelli, que sempre combateu os petistas sul-mato-grossenses. Isto, no caso de ter dois palanques em Mato Grosso do Sul. Diante da saia justa, José Orcírio considera coerente a ministra “não subir no palanque de ninguém” no Estado. E, apesar da popularidade do presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), que tende a reforçar o palanque de Dilma por conta de sua alta popularidade, o ex-governador acredita que a ausência da candidata presidenciável do PT em Mato Grosso do Sul não vai mudar o resultado da eleição. “Vou tocando a minha campanha do jeito que dá. Em 1998, (quando venceu a disputa pela sucessão estadual) não precisei da Dilma e do Lula para vencer”, destacou. “E isso não é petulância, nem soberba”, completou. Por outro lado, o petista considera determinante o debate entre os candidatos. “Quero desmascarar o petulante e hipócrita do André”, declarou. Para ele, o PMDB vai perder espaço na eleição a partir do momento em que ele e o governador ficarem frente a frente nos debates políticos. Já o deputado estadual Paulo Duarte (PT) reconhece a importância da presença de Dilma e de Lula no palanque do PT no Estado. Para ele, “o mais decente, honesto e sincero seria o governador dar palanque para os tucanos”. “Ao longo de sua história, o André sempre agrediu o PT e, agora, por conveniência, já que tem medo de se colocar contra o Lula, cogita apoiar a Dilma”, comentou. Juntos a favor de Dilma Apesar de considerar constrangedor assistir a Dilma subir em seu palanque e no de Puccinelli, José Orcírio não enxerga problemas em ver tanto ele quanto o peemedebista pedirem votos a favor da petista. Para ele, isso seria natural, levando em conta os investimentos que o governo federal repassou para Mato Grosso do Sul. Contudo, Puccinelli já deixou clara a sua determinação de excluir Dilma de seu palanque, se José Orcírio concorrer ao governo do Estado. Então, não há clima, no momento, para André ajudar a alavancar a candidatura da ministra no Estado. O governador só vai definir o seu futuro político no dia 31 de março. Até lá, ele estará conversando com importantes lideranças da cúpula nacional do PMDB e com o Planalto. Inclusive, amanhã, não está afastada por André a hipótese de discutir com o presidente Luiz Inácio Lula da Silva e a ministra Dilma Rousseff, se estiver presente no evento em Três Lagoas, os conflitos do PMDB com o PT no Estado.

Capital

Após bebedeira com amigos, jovem é atingido por tiro enquanto dormia em veículo

Em depoimento, o jovem relatou que os amigos estavam alcoolizados e ele decidiu dormir no veículo, momento em que foi atingido por tiros.

14/07/2024 18h30

Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário/ Depac Cepol

Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário/ Depac Cepol Divulgação/

Continue Lendo...

Um jovem de 20 anos foi socorrido para o hospital na manhã deste domingo (14), após ser atingido por um tiro enquanto dormia dentro de um veículo na região do Bairro Centro-Oeste, na zona sul de Campo Grande.

Conforme o registro da ocorrência, a vítima relatou aos militares que estava bebendo com amigos, decidiu entrar no veículo para ir embora e acabou dormindo.

Ainda durante o interrogatório, o jovem disse que os amigos com quem estavam, estariam alcoolizados. 

Neste momento, dois homens teriam passado na rua e efetuado disparos de arma de fogo e depois fugiram do local. Os tiros acertaram a região lombar da vítima.   

As equipes da Polícia Civil e investigadores da Delegacia de Homicídios estiveram no local. O carro onde a vítima estava passou pela perícia e também foi encaminhado a delegacia. 

De acordo com o depoimento do jovem, ele disse aos policiais que não teria interesse nas investigações. 

Mesmo com a vítima não querendo que o caso seja investigado, o caso foi registrado na  Depac (Delegacia de Pronto Atendimento Comunitária) do Cepol (Centro Especializado de Polícia Integrada) como homicídio na forma tentada.

Casos de homicídios em Campo Grande 

Conforme informações da Sejusp (Secretaria de Estado de Justiça e Segurança Pública), foram 61 casos de homicídios em Campo Grande. Em Mato Grosso do Sul, foram 180 registros nesses primeiros sete meses. 
 

 

Assine o Correio do Estado

CLIMA

Sul do estado ainda terá baixas temperaturas durante a semana

Ponta Porã pode registrar mínima de 7º graus nesta segunda-feira (15)

14/07/2024 18h30

Temperatura só deve subir na próxima quarta-feira (17)

Temperatura só deve subir na próxima quarta-feira (17) Arquivo Correio do Estado

Continue Lendo...

O cenário de frio e baixas temperaturas deve permanecer em algumas cidades de Mato Grosso do Sul nesta semana, conforme informações divulgadas pelo Inmet (Instituto Nacional de Meterologia). Na fronteira com o Paraguai, a cidade de Ponta Porã pode registrar mínima de 7ºC.

Em Dourados, também no sul do Estado, está prevista temperatura mínima de 8ºC nesta segunda-feira (15). Os termômetros em Mato Grosso do Sul apresentaram queda nos últimos dias, devido a uma massa de ar polar que foi trazida pela passagem de uma frente fria.

O frio também não poupou outros municípios do estado neste fim de semana. Em Amambai, os moradores enfrentaram 8°C, enquanto em Laguna Carapã, a mínima foi de 9,8°C. Outras cidades como Sete Quedas também seguiu essa tendência, registrando 6,3°C.

Em Naviraí, Nova Andradina e Ivinhema a semana deve continuar registrando baixas temperaturas. Ambas as cidades terão mínima de 10ºC e a máxima não passa dos 22ºC. 

Na Capital 

De acordo com o portal Clima Tempo, a previsão do tempo para Campo Grande indica baixas temperaturas nos próximos dias. A mínima nesta segunda-feira (15), será de 10ºC pela manhã e ao longo do dia, 22ºC. 

A previsão aponta Sol com algumas nuvens e com pouca probabilidade de chuva. O Sol deve aparecer durante o dia, sem nuvens no céu e com aumento de nebulosidade à noite.

Neste domingo (14), a Capital de Mato Grosso do Sul registrou mínima de 9ºC, com sensação térmica de 5ºC. Conforme o Inmet, o tempo só deve manifestar temperaturas mais altas a partir de quarta-feira (17).  


Assine o Correio do Estado 

 

 

NEWSLETTER

Fique sempre bem informado com as notícias mais importantes do MS, do Brasil e do mundo.

Fique Ligado

Para evitar que a nossa resposta seja recebida como SPAM, adicione endereço de

e-mail [email protected] na lista de remetentes confiáveis do seu e-mail (whitelist).