Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

PONTA PORÃ

Paciente com suspeita de coronavírus em MS diz que caso foi descartado

Em redes sociais, o jovem disse que foi ao hospital atrás de um atestado e acabou em área isolada
26/02/2020 12:26 - Dênis Matos


 

Com suspeita de corona vírus, Gabriel Santana, o jovem de 24 anos que está em isolamento no Hospital Regional de Ponta Porã declarou que os exames não “apontaram nada para corona” e que nesta tarde ainda terá alta. Apesar das declarações do rapaz, o caso dele ainda é tratado como suspeito, pois a Secretaria Estadual de Saúde aguarda o resultado dos exames. 

O caso foi divulgado na manhã desta quarta-feira (26) e confirmado pela Secretaria de Saúde como “suspeito”. A nota diz que o rapaz fez viagem de 14 dias pela Ásia, passando pela China e Tailândia e teve conexão na Alemanha. Ele desembarcou em Guarulhos e veio para Ponta Porã de carro.

Segundo o paciente, ele ficou na China por 1 dia, há cerca de duas semanas, e seu destino era a Tailândia. Ele teria ficado com um resfriado na Alemanha, por conta do clima gelado. “Peguei resfriado na Alemanha por conta do clima muito gelado e quando desembarquei no Brasil, o clima era de muito calor”, explica.

“Os exames não apontaram nada para corona, então, hoje vou receber alta!”, afirmou no Instagram.

Segundo o protocolo previamente estabelecido pela Secretaria Estadual de Saúde de Mato Grosso do Sul, e de acordo com as recomendações do Ministério da Saúde, o paciente, por ter sintomas e ter viajado para região em alerta do corona vírus, foi internado no isolamento da unidade e passou por avaliação pela equipe médica do hospital para confirmação ou descarte do caso. Amostras foram coletadas para análise laboratorial de COVID-19, Influenza e outros vírus respiratórios.

“Vim pro hospital não porque suspeitava que eu estava com corona, mas sim pra pegar um atestado que prove que não tenho o corona, que se tratava de uma gripe comum e assim poder voltar trabalhar normal”, explicou Gabriel.

 
Ouça o áudio de Gabriel Santana, o rapaz internado em Ponta Porã - Divulgação
 

Felpuda


Apressadas que só, figurinhas tentaram se “apoderar” do protagonismo de decisão administrativa. Não ficaram sequer vermelhas quando se assanharam todas para dizer que tinham sido responsáveis pela assinatura de documento que, aliás, era uma medida estabelecida desde 2019. Quem viu o agito da dupla não pode deixar de se lembrar daquele pássaro da espécie Molothrus bonarienses, mais conhecido como chupim, mesmo. Afe!