Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

SAÚDE

País registra 614 novas mortes por covid-19

O total de óbitos pelo coronavírus já chega a 87.618
27/07/2020 21:00 - Estadão Conteúdo


O Brasil registrou 614 novas mortes por covid-19 nas últimas 24 horas, elevando o total de óbitos pela doença a 87 618, segundo dados divulgados nesta segunda-feira, 27, pelo Ministério da Saúde.

De ontem para hoje, foram registrados 23.284 novos casos de covid-19, elevando o número total de casos no País a 2.442.375. Desse total, 1.667.667 (68,3%) correspondem aos recuperados e 687.090 (28,1%) ainda em acompanhamento.

O dado do Ministério não significa que todas as mortes ocorreram nas últimas 24 horas. Os casos, no entanto, estavam em investigação e foram confirmados neste período. Há ainda cerca de 3.833 mortes em investigação.

O Estado de São Paulo contabiliza 487.654 casos do novo coronavírus e 21.676 mortes. O Ceará tem 162.429 casos confirmados da doença e 7.509 óbitos. O Rio de Janeiro atingiu o número de 157.834 casos de covid-19 e 12.876 mortes.

O Estado do Rio de Janeiro confirmou 41 mortes por covid-19 entre domingo e esta segunda-feira, 27, segundo informou a Secretaria Estadual da Saúde (SES) no fim da tarde. Assim, desde o início da pandemia já foram notificados 12.876 óbitos pela doença. Há ainda 1.158 mortes aguardando resultado de testes para confirmar ou descartar o coronavírus como causa.

No total, o Estado já registrou 157.834 casos de covid-19 - foram 1.509 apenas nas últimas 24 horas. O epicentro da doença é a capital fluminense, com 70.370 notificações. Niterói, com 8 693 casos, São Gonçalo (7.907) e Duque de Caxias (5.564) vêm na sequência.

 
 

Felpuda


Conversas muito, mas muito reservadas mesmo tratam de possível mudança, e não pelo desejo do “inquilino”.

Por enquanto, e em razão de ser um assunto melindroso, os colóquios estão sendo com base em metáforas.

Até quando, não se sabe, pois o que hoje é considerado tabu poderá se tornar assunto em rodinhas de conversas.

Como dizia o célebre Barão de Itararé: “Há mais coisas no ar, além dos aviões de carreira”. Só!