Clique aqui e veja as últimas notícias!

CRISE

Pandemia afeta pesquisas e prende intercambistas de MS no exterior

Alguns ficaram presos no exterior e outros abandonaram pesquisas para voltar
12/04/2020 07:00 - Ricardo Campos Jr


 

O impacto da Covid-19 para sul-mato-grossenses que estudavam ou pesquisavam no exterior foi inevitável. Em meio ao caos no qual o mundo foi aos poucos mergulhando, alguns ficaram presos fora do Brasil, enquanto outros não tiveram escolha senão abandonar os projetos e retornar antes que fosse tarde demais.

Em março de 2020, havia 39 pesquisadores intercambistas (servidores e acadêmicos) da Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (UFMS) em missão. Desses, dez retornaram, metade em razão do novo coronavírus.

Os que ficaram estão nos seguintes países: África do Sul, Alemanha, Canadá, Colômbia, Escócia, Espanha, Estados Unidos da América, Inglaterra, México, Paraguai, Peru, Portugal e Rússia.

Já a Universidade Católica Dom Bosco (UCDB) tem três acadêmicos fora do país que não conseguiram retornar. Todos os intercâmbios previstos para o começo do ano foram adiados por conta da Covid-19.