Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

QUEIMADAS

Força Nacional vai reforçar combate aos incêndios no Pantanal de Mato Grosso do Sul

Serão enviados 40 bombeiros e 12 viaturas no próximo domingo (4) para ajudar no combate aos focos
02/10/2020 22:00 - Agência Brasil


O Ministério da Justiça e Segurança Pública vai enviar 40 bombeiros da Força Nacional de Segurança Pública, no próximo domingo (4), para auxiliar no combate aos incêndios na região do Pantanal, em Mato Grosso do Sul.  

Os bombeiros atuarão na região por 30 dias, prazo que poderá ser prorrogado.

Segundo a pasta, o envio atende a pedido do governador do estado, Reinaldo Azambuja.  

Além do efetivo da Força Nacional, o apoio ao estado conta com o envio de doze viaturas. O combate às queimadas será realizado por profissionais e equipamentos especializados para este tipo de ação.

Mais de 40 bombeiros da Força Nacional de Segurança Pública já atuam desde o dia 24 de setembro na região pantaneira, na divisa entre os estados de Mato Grosso e Mato Grosso do Sul. 

Além do apoio ao estado no combate aos incêndios florestais, o efetivo mobilizado realizou assistência humanitária às famílias ribeirinhas que estão à margem do Rio Paraguai e tiveram suas residências atingidas pelo fogo.

De acordo com ministério, os militares estão atuando em localidades da região do Pantanal, além de auxiliar na contenção em propriedades particulares e de áreas de preservação ambiental.  

Eles estão apoiando, também, o trabalho no posto de atendimento de emergência a animais silvestres com a Defesa Civil, Polícia Ambiental, voluntários, biólogos, médicos veterinários, entre outros.

 
 

Felpuda


Questão de família acabou descambando para o lado da política, e a confusão já é do conhecimento público. 

A queda de braço tem como foco a troca de apoio político que, de um, foi para outro. Sem contar as ameaças de denúncia da figura central do imbróglio. 

A continuar assim, há quem diga que nenhum dos dois candidatos a vereador envolvidos na história conseguirá ser eleito. Barraco é pouco!