Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

CONFLITO FUNDIÁRIO

Para diminuir tensão em conflito, Governo se reúne <BR>com forças de segurança

No encontro, serão definidas atitudes a serem tomadas
31/08/2015 08:16 - ALINY MARY DIAS


 

Para buscar uma solução e diminuir a tensão entre indígenas e fazendeiros da região de Antônio João, distante 402 quilômetros da Capital, o governador Reinaldo Azambuja se reúne, na manhã desta segunda-feira (31), com autoridades de segurança do Estado.

O encontro entre Reinaldo Azambuja (PSDB), o secretário de Governo Eduardo Riedel, o secretário de Segurança, Silvio Maluf, autoridades da Polícia Federal e do Exército começou por volta das 7h30 de hoje.

Depois da reunião, Azambuja deve comunicar à imprensa quais as medidas serão tomadas para evitar violência na região e solucionar o problema, que se arrasta há anos nas propriedades.

OCUPAÇÃO

Depois da reocupação liderada pelos produtores rurais no início da tarde de sábado (29), os indígenas saíram da sede das Fazendas Fronteira e Barra. Todos os produtores rurais da região se concentram nessas duas propriedades e não mais na estrada, como estava a situação até ontem.

Os indígenas continuam nas terras ocupadas, no entanto, no caso das Fazendas Barra e Fronteira, eles estão fora da sede. Entre os índios e os produtores rurais está a Força Nacional de Segurança, que chegou ontem em Antônio João.

O Exército também chegou na região ontem e fez inspeções para avaliar onde será montada a base de segurança. Os militares ainda não fazem patrulhamento na região.

Além do DOF e da Força Nacional, equipes da Polícia Rodoviária Federal também contribui par evitar novos conflitos.

ÁREA

Há 10 anos, em 2005, o Governo Federal homologou parte das propriedades rurais da cidade como terra indígena. A partir daí, houve série de cobranças por parte dos índios para que a área fosse demarcada, no entanto, nada foi feito.

No final da semana retrasada, indígenas invadiram fazendas e fizeram famílias de produtores reféns. Na quarta-feira (26), o clima ficou ainda mais tenso e produtores rurais bloquearam estradas que dão acesso à cidade em forma de protesto. As rodovias foram liberadas durante a noite.

No dia seguinte, a situação era menos tensa na região, mas a invasão continuava e policiais do DOF fizeram a segurança para evitar confrontos entre indígenas e fazendeiros.

Felpuda


Depois de se “leiloar” durante meses, e afirmando que estava até escolhendo o município para se candidatar a prefeito, ex-cabeça coroada não só não recebeu acenos amistosos, como também não encontrou portas abertas com tapete vermelho a esperá-lo. 

Assim, deverá pendurar as chuteiras e fazer como cardume em seu pesqueiro: nada, nada...