Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

PANDEMIA

Para reforçar atendimento, prefeitura pede mais máscaras para unidades de saúde

Capital já tem sete casos confirmados do novo coronavírus
18/03/2020 18:52 - Adriel Mattos


A prefeitura de Campo Grande requisitou 3,1 mil caixas de máscara cirúrgica para reforçar o estoque das unidades de saúde. O decreto foi publicado em edição extra do Diário Oficial da Capital (Diogrande) nesta quarta-feira (18).

O motivo é a pandemia de Covid-19, doença causada pelo novo coronavírus. Mais cedo, uma equipe da Secretaria Municipal de Saúde (Sesau) esteve no almoxarifado da empresa contratada por meio de licitação para retirar 390 caixas, que já foram encaminhadas para as unidades.

Caso haja recusa no fornecimento dos materiais, os materiais poderão ser confiscados, se necessário, com o apoio da Guarda Civil Metropolitana (GCM).

BOLETIM

A Secretaria de Estado de Saúde (SES) de Mato Grosso do Sul confirmou o 7º caso de Covid-19 hoje. A paciente é uma mulher de 47 anos, de Campo Grande. Ela teve contato com outro paciente, que transmitiu a doença.

O número de casos suspeitos disparou 84,61% em um dia. Ontem (17), o Estado tinha 26 suspeitas e hoje está com 48. Outros 81 casos já foram descartados. Todos os sete pacientes são da Capital.

Entre eles, estão a jovem Thayany Silva, de 23 anos - namorada de Ueze Zahran Stamatis, 27 anos, morador de São Paulo, o cônsul da Síria, Kabril Yousseff, o assessor da prefeitura de Campo Grande Robson Gatti e sua esposa.

O Ministério da Saúde ainda não atualizou os dados nacionais, alegando que está atualizando a plataforma que contabiliza os casos. O último boletim, divulgado ontem, confirmava um óbito em São Paulo e 291 casos.

 

Felpuda


Devidamente identificadas as figurinhas que agiram “na sombra” em clara tentativa de prejudicar cabeça coroada. Neste segundo semestre, os primeiros sinais começarão a ser notados como reação e “troco” de quem foi atingido. Nos bastidores, o que se ouve é que haverá choro e ranger de dentes e que quem pretendia avançar encontrará tantos, mas tantos empecilhos, que recuar será sua única opção na jornada política. Como diz o dito popular: “Quem muito quer...”.